Paróquia Nossa Senhora das Dores - Nova Odessa, SP

Rua Duque de Caxias, 200, 13380-007 - Nova Odessa, SP

(19) 3466-1513

Liturgia Diária

junho/2022

  • 4ª-feira da 7ª Semana da Páscoa

    1ª Leitura –

    Leitura dos Atos dos Apóstolos 20,28-38

    Naqueles dias,
    Paulo disse aos anciãos da Igreja de Éfeso:
    28Cuidai de vós mesmos e de todo o rebanho,
    sobre o qual o Espírito Santo vos colocou como guardas,
    para pastorear a Igreja de Deus,
    que ele adquiriu com o sangue do seu próprio Filho.
    29Eu sei, depois que eu for embora,
    aparecerão entre vós lobos ferozes,
    que não pouparão o rebanho.
    30Além disso, do vosso próprio meio aparecerão homens
    com doutrinas perversas
    que arrastarão discípulos atrás de si.
    31Por isso, estai sempre atentos:
    lembrai-vos que durante três anos,
    dia e noite, com lágrimas,
    não parei de exortar a cada um em particular.
    32Agora entrego-vos a Deus e à mensagem de sua graça,
    que tem poder para edificar
    e dar a herança a todos os que foram santificados.
    33Não cobicei prata, ouro ou vestes de ninguém.
    34Vós bem sabeis que estas minhas mãos providenciaram
    o que era necessário para mim e para os que estavam comigo.
    35Em tudo vos mostrei que, trabalhando deste modo,
    se deve ajudar os fracos,
    recordando as palavras do Senhor Jesus,
    que disse: ‘Há mais alegria em dar do que em receber’.’
    36Tendo dito isto,
    Paulo ajoelhou-se e rezou com todos eles.
    37Todos, depois, prorromperam em grande pranto e,
    lançando-se ao pescoço de Paulo, o beijavam,
    38aflitos, sobretudo por lhes haver ele dito
    que não tornariam a ver-lhe o rosto.
    E o acompanharam até o navio.


    Palavra do Senhor.

    Salmo – Sl 67

    R. Reinos da terra cantai ao Senhor.

    29Suscitai, ó Senhor Deus, suscitai vosso poder, *
    confirmai este poder que por nós manifestastes,
    30a partir de vosso templo, que está em Jerusalém, *
    para vós venham os reis e vos ofertem seus presentes!

    33Reinos da terra, celebrai o nosso Deus, cantai-lhe salmos!*
    34Ele viaja no seu carro sobre os céus dos céus eternos.
    Eis que eleva e faz ouvir a sua voz, voz poderosa.*
    35a‘Dai glória a Deus e exaltai o seu poder por sobre as nuvens.

    35bSobre Israel, eis sua glória e sua grande majestade!*
    36aEm seu templo ele é admirável.
    36bE a seu povo dá poder.*
    36cBendito seja o Senhor Deus.

    Evangelho –

    + Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo escrito por João 17,11b-19

    Naquele tempo:
    Jesus ergueu os olhos ao céu e disse:
    11b‘Pai santo, guarda-os em teu nome,
    o nome que me deste,
    para que eles sejam um
    assim como nós somos um.
    12Quando eu estava com eles,
    guardava-os em teu nome,
    o nome que me deste.
    Eu guardei-os e nenhum deles se perdeu,
    a não ser o filho da perdição,
    para se cumprir a Escritura.
    13Agora, eu vou para junto de ti,
    e digo estas coisas, estando ainda no mundo,
    para que eles tenham em si
    a minha alegria plenamente realizada.
    14Eu lhes dei a tua palavra,
    mas o mundo os rejeitou,
    porque não são do mundo,
    como eu não sou do mundo.
    15Não te peço que os tires do mundo,
    mas que os guardes do Maligno.
    16Eles não são do mundo,
    como eu não sou do mundo.
    17Consagra-os na verdade;
    a tua palavra é verdade.
    18Como tu me enviaste ao mundo,
    assim também eu os enviei ao mundo.
    19Eu me consagro por eles,
    a fim de que eles também sejam consagrados na verdade’.


    Palavra da Salvação.
  • 5ª-feira da 7ª Semana da Páscoa

    1ª Leitura –

    Leitura dos Atos dos Apóstolos 22,30; 23,6-11

    Naqueles dias:
    30Querendo saber com certeza
    por que Paulo estava sendo acusado pelos judeus,
    o tribuno soltou-o
    e mandou reunir os chefes dos sacerdotes
    e todo o conselho dos anciãos.
    Depois fez trazer Paulo e colocou-o diante deles.
    23,6Sabendo que uma parte dos presentes eram saduceus
    e a outra parte eram fariseus,
    Paulo exclamou no conselho dos anciãos:
    ‘Irmãos, eu sou fariseu e filho de fariseus.
    Estou sendo julgado
    por causa da nossa esperança na ressurreição dos mortos.’
    7Apenas falou isso,
    armou-se um conflito entre fariseus e saduceus
    e a assembléia se dividiu.
    8Com efeito, os saduceus dizem que não há ressurreição,
    nem anjo, nem espírito,
    enquanto os fariseus sustentam uma coisa e outra.
    9Houve, então, uma enorme gritaria.
    Alguns doutores da Lei, do partido dos fariseus,
    levantaram-se e começaram a protestar, dizendo:
    ‘Não encontramos nenhum mal neste homem.
    E se um espírito ou anjo tivesse falado com ele?’
    10E o conflito crescia cada vez mais.
    Receando que Paulo fosse despedaçado por eles,
    o comandante ordenou que os soldados descessem
    e o tirassem do meio deles,
    levando-o de novo para o quartel.
    11Na noite seguinte,
    o Senhor aproximou-se de Paulo e lhe disse:
    ‘Tem confiança.
    Assim como tu deste testemunho de mim em Jerusalém,
    é preciso que tu sejas também minha testemunha em Roma.’


    Palavra do Senhor.

    Salmo – Sl 15

    R. Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio!
    1Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio!*
    2aDigo ao Senhor: ‘Somente vós sois meu Senhor.
    5Ó Senhor, sois minha herança e minha taça,*
    meu destino está seguro em vossas mãos!

    7Eu bendigo o Senhor, que me aconselha,*
    e até de noite me adverte o coração.
    8Tenho sempre o Senhor ante meus olhos,*
    pois se o tenho a meu lado não vacilo.

    9Eis por que meu coração está em festa,
    minha alma rejubila de alegria,*
    e até meu corpo no repouso está tranqüilo;
    10pois não haveis de me deixar entregue à morte,*
    nem vosso amigo conhecer a corrupção.

    11Vós me ensinais vosso caminho para a vida;
    junto a vós, felicidade sem limites,*
    delícia eterna e alegria ao vosso lado!

    Evangelho –

    + Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 17,20-26

    Naquele tempo, Jesus levantou os olhos ao céu e disse:
    Pai Santo,
    20eu não te rogo somente por eles,
    mas também por aqueles
    que vão crer em mim pela sua palavra,
    21para que todos sejam um
    como tu, Pai, estás em mim e eu em ti,
    e para que eles estejam em nós,
    a fim de que o mundo creia que tu me enviaste.
    22Eu dei-lhes glória que tu me deste,
    para que eles sejam um, como nós somos um:
    23eu neles e tu em mim,
    para que assim eles cheguem à unidade perfeita
    e o mundo reconheça que tu me enviaste
    e os amaste, como me amaste a mim.
    24Pai, aqueles que me deste,
    quero que estejam comigo onde eu estiver,
    para que eles contemplem a minha glória,
    glória que tu me deste
    porque me amaste antes da fundação do universo.
    25Pai justo, o mundo não te conheceu,
    mas eu te conheci,
    e estes também conheceram que tu me enviaste.
    26Eu lhes fiz conhecer o teu nome,
    e o tornarei conhecido ainda mais,
    para que o amor com que me amaste esteja neles,
    e eu mesmo esteja neles’.


    Palavra da Salvação.
  • 6ª-feira da 7ª Semana da Páscoa

    1ª Leitura –

    Leitura dos Atos dos Apóstolos 25,13b-21

    Naqueles dias:
    13bO rei Agripa e Berenice chegaram a Cesaréia
    e foram cumprimentar Festo.
    14Como ficassem alguns dias aí,
    Festo expôs ao rei o caso de Paulo, dizendo:
    ‘Está aqui um homem
    que Félix deixou como prisioneiro.
    15Quando eu estive em Jerusalém,
    os sumos sacerdotes e os anciãos dos judeus
    apresentaram acusações contra ele
    e pediram-me que o condenasse.
    16Mas eu lhes respondi
    que os romanos não costumam entregar um homem
    antes que o acusado
    tenha sido confrontado com os acusadores
    e possa defender-se da acusação.
    17Eles vieram para cá
    e, no dia seguinte, sem demora,
    sentei-me no tribunal e mandei trazer o homem.
    18Seus acusadores compareceram diante dele,
    mas não trouxeram nenhuma acusação de crimes
    de que eu pudesse suspeitar.
    19Tinham somente certas questões
    sobre a sua própria religião
    e a respeito de um certo Jesus que já morreu,
    mas que Paulo afirma estar vivo.
    20Eu não sabia o que fazer para averigüar o assunto.
    Perguntei então a Paulo
    se ele preferia ir a Jerusalém, para ser julgado lá.
    21Mas Paulo fez uma apelação
    para que a sua causa fosse reservada
    ao juízo do Augusto Imperador.
    Então ordenei que ficasse preso
    até que eu pudesse enviá-lo a César.’


    Palavra do Senhor.

    Salmo – Sl 102

    R. O Senhor pôs o seu trono lá nos céus.

    1Bendize, ó minha alma, ao Senhor,*
    e todo o meu ser, seu santo nome!
    2Bendize, ó minha alma, ao Senhor,*
    não te esqueças de nenhum de seus favores!

    11Quanto os céus por sobre a terra se elevam,*
    tanto é grande o seu amor aos que o temem;
    12quanto dista o nascente do poente,*
    tanto afasta para longe nossos crimes.

    19O Senhor pôs o seu trono lá nos céus,*
    e abrange o mundo inteiro seu reinado.
    20Bendizei ao Senhor Deus, seus anjos todos,*
    valorosos que cumpris as suas ordens.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Evangelho –

    + Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 21,15-19

    Jesus manifestou-se aos seus discípulos e,
    15depois de comerem, perguntou a Simão Pedro:
    ‘Simão, filho de João,
    tu me amas mais do que estes?’
    Pedro respondeu:
    ‘Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo’.
    Jesus disse: ‘Apascenta os meus cordeiros’.
    16E disse de novo a Pedro:
    ‘Simão, filho de João, tu me amas?’
    Pedro disse: ‘Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo’.
    Jesus disse-lhe: ‘Apascenta as minhas ovelhas’.
    17Pela terceira vez, perguntou a Pedro:
    ‘Simão, filho de João, tu me amas?’
    Pedro ficou triste,
    porque Jesus perguntou três vezes se ele o amava.
    Respondeu: ‘Senhor, tu sabes tudo;
    tu sabes que eu te amo’.
    Jesus disse-lhe: ‘Apascenta as minhas ovelhas.
    18Em verdade, em verdade te digo:
    quando eras jovem,
    tu te cingias e ias para onde querias.
    Quando fores velho,
    estenderás as mãos e outro te cingirá
    e te levará para onde não queres ir.’
    19Jesus disse isso,
    significando com que morte Pedro iria glorificar a Deus.
    E acrescentou : ‘Segue-me’.


    Palavra da Salvação.
  • Sábado da 7ª Semana da Páscoa

    1ª Leitura –

    Leitura dos Atos dos Apóstolos 28,16-20.30-31

    16Quando entramos em Roma,
    Paulo recebeu permissão para morar em casa particular,
    com um soldado que o vigiava.
    17Três dias depois,
    Paulo convocou os líderes dos judeus.
    Quando estavam reunidos, falou-lhes:
    ‘Irmãos, eu não fiz nada contra o nosso povo,
    nem contra as tradições de nossos antepassados.
    No entanto, vim de Jerusalém como prisioneiro
    e, assim, fui entregue às mãos dos romanos.
    18Interrogado por eles no tribunal
    e não havendo nada em mim que merecesse a morte,
    eles queriam me soltar.
    19Mas os judeus se opuseram
    e eu fui obrigado a apelar para César,
    sem nenhuma intenção de acusar minha nação.
    20É, por isso, que eu pedi para ver-vos e falar-vos,
    pois estou carregando estas algemas
    exatamente por causa da esperança de Israel.’
    30Paulo morou dois anos numa casa alugada.
    Ele recebia todos os que o procuravam,
    31pregando o Reino de Deus.
    Com toda a coragem e sem obstáculos,
    ele ensinava as coisas
    que se referiam ao Senhor Jesus Cristo.


    Palavra do Senhor.

    Salmo – Sl 10

    R. Ó Senhor, quem tem reto coração
    há de ver a vossa face.
    4Deus está no templo santo, *
    e no céu tem o seu trono;
    volta os olhos para o mundo, *
    seu olhar penetra os homens.

    5Examina o justo e o ímpio, *
    e detesta o que ama o mal.
    7Porque justo é nosso Deus, o Senhor ama a justiça.*
    Quem tem reto coração há de ver a sua face.

    Evangelho – Jo 21,20-25

    + Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 21,20-25

    Naquele tempo:
    20Pedro virou-se
    e viu atrás de si aquele outro discípulo
    que Jesus amava,
    o mesmo que se reclinara
    sobre o peito de Jesus durante a ceia
    e lhe perguntara: ‘Senhor, quem é que te vai entregar?’
    21Quando Pedro viu aquele discípulo,
    perguntou a Jesus: ‘Senhor, o que vai ser deste?’
    22Jesus respondeu:
    ‘Se eu quero que ele permaneça até que eu venha,
    o que te importa isso?
    Tu, segue-me!’
    23Então, correu entre os discípulos a notícia
    de que aquele discípulo não morreria.
    Jesus não disse que ele não morreria, mas apenas:
    ‘Se eu quero que ele permaneça até que eu venha,
    que te importa?’
    24Este é o discípulo que dá testemunho dessas coisas
    e que as escreveu;
    e sabemos que o seu testemunho é verdadeiro.
    25Jesus fez ainda muitas outras coisas,
    mas, se fossem escritas todas,
    penso que não caberiam no mundo
    os livros que deveriam ser escritos.


    Palavra da Salvação.
  • Domingo de Pentecostes –

    1ª Leitura –

    Leitura dos Atos dos Apóstolos 2,1-11

    1Quando chegou o dia de Pentecostes,
    os discípulos estavam todos reunidos no mesmo lugar.
    2De repente, veio do céu um barulho
    como se fosse uma forte ventania,
    que encheu a casa onde eles se encontravam.
    3Então apareceram línguas como de fogo
    que se repartiram e pousaram sobre cada um deles.
    4Todos ficaram cheios do Espírito Santo
    e começaram a falar em outras línguas,
    conforme o Espírito os inspirava.
    5Moravam em Jerusalém judeus devotos,
    de todas as nações do mundo.
    6Quando ouviram o barulho,
    juntou-se a multidão, e todos ficaram confusos,
    pois cada um ouvia os discípulos
    falar em sua própria língua.
    7Cheios de espanto e de admiração, diziam:’Esses
    homens que estão falando não são todos galileus?
    8Como é que nós os escutamos na nossa própria língua?
    9Nós que somos partos, medos e elamitas,
    habitantes da Mesopotâmia, da Judéia e da Capadócia,
    do Ponto e da Ásia,
    10da Frígia e da Panfília,
    do Egito e da parte da Líbia, próxima de Cirene,
    também romanos que aqui residem;
    11judeus e prosélitos, cretenses e árabes, todos nós
    os escutamos anunciarem as maravilhas de Deus
    na nossa própria língua!’


    Palavra do Senhor

    Salmo – Sl 103

    R. Enviai o vosso Espírito Senhor*
    e da terra toda a face renovai.


    1aBendize, ó minha alma, ao Senhor!*
    Ó meu Deus e meu Senhor, como sois grande!
    24aQuão numerosas, ó Senhor, são vossas obras*
    24cEncheu-se a terra com as vossas criaturas!

    29bSe tirais o seu respiro, elas perecem*
    29ce voltam para o pó de onde vieram.
    30Enviais o vosso espírito e renascem*
    e da terra toda a face renovais.

    31Que a glória do Senhor perdure sempre,*
    e alegre-se o Senhor em suas obras!
    34Hoje seja-lhe agradável o meu canto,*
    pois o Senhor é a minha grande alegria!

    2ª Leitura –

    Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos 8,8-17

    Irmãos:
    8Os que vivem segundo a carne não podem agradar a Deus.
    9Vós não viveis segundo a carne,
    mas segundo o Espírito,
    se realmente o Espírito de Deus mora em vós.
    Se alguém não tem o Espírito de Cristo,
    não pertence a Cristo.
    10Se, porém, Cristo está em vós,
    embora vosso corpo esteja ferido de morte
    por causa do pecado,
    vosso espírito está cheio de vida, graças à justiça.
    11E, se o Espírito daquele
    que ressuscitou Jesus dentre os mortos mora em vós,
    então aquele que ressuscitou Jesus Cristo dentre os
    mortos vivificará também vossos corpos mortais
    por meio do seu Espírito que mora em vós.
    12Portanto, irmãos, temos uma dívida,
    mas não para com a carne,
    para vivermos segundo a carne.
    13Pois, se viverdes segundo a carne, morrereis,
    mas se, pelo espírito, matardes o procedimento carnal,
    então vivereis.
    14Todos aqueles que se deixam conduzir
    pelo Espírito de Deus
    são filhos de Deus.
    15De fato, vós não recebestes um espírito de escravos,
    para recairdes no medo,
    mas recebestes um espírito de filhos adotivos,
    no qual todos nós clamamos:
    Abá – ó Pai!
    16O próprio Espírito se une ao nosso espírito
    para nos atestar que somos filhos de Deus.
    17E, se somos filhos, somos também herdeiros,
    herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo;
    se realmente sofremos com ele,
    é para sermos também glorificados com ele.

    Palavra do Senhor.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Evangelho –

    + Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 20,19-23

    19Ao anoitecer daquele dia, o primeiro da semana,
    estando fechadas, por medo dos judeus,
    as portas do lugar onde os discípulos se encontravam,
    Jesus entrou e pondo-se no meio deles,
    disse: ‘A paz esteja convosco’.
    20Depois destas palavras, mostrou-lhes as mãos e o lado.
    Então os discípulos se alegraram por verem o Senhor.
    21Novamente, Jesus disse: ‘A paz esteja convosco.
    Como o Pai me enviou, também eu vos envio’.
    22E depois de ter dito isto,
    soprou sobre eles e disse: ‘Recebei o Espírito Santo.
    23A quem perdoardes os pecados,
    eles lhes serão perdoados; a quem os não perdoardes,
    eles lhes serão retidos’.


    Palavra da Salvação.
  • 1ª Segunda-Feira depois de Pentecostes Do Tempo Comum

    1ª Leitura –

    Leitura dos Atos dos Apóstolos 1,12-14

    Depois que Jesus foi elevado ao céu,
    12os apóstolos voltaram para Jerusalém,
    vindo do monte das Oliveiras,
    que fica perto de Jerusalém,
    a mais ou menos um quilômetro.
    13Entraram na cidade e subiram para a sala de cima,
    onde costumavam ficar.
    Eram Pedro e João, Tiago e André, Filipe e Tomé,
    Bartolomeu e Mateus, Tiago, filho de Alfeu,
    Simão Zelota e Judas, filho de Tiago.
    14Todos eles perseveravam na oração em comum,
    junto com algumas mulheres, entre as quais Maria,
    mãe de Jesus, e com os irmãos de Jesus.


    Palavra do Senhor

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Salmo – Sl 86

    R. Nós temos ouvido que Deus está convosco.

    1O Senhor ama a cidade *
    que fundou no Monte santo;
    2ama as portas de Sião *
    mais que as casas de Jacó.
    3Dizem coisas gloriosas *
    da Cidade do Senhor.

    4‘Lembro o Egito e Babilônia *
    entre os meus veneradores.
    Na Filistéia ou em Tiro +
    ou no país da Etiópia, *
    este ou aquele ali nasceu.
    5De Sião, porém, se diz: +
    ‘Nasceu nela todo homem; *
    Deus é sua segurança’.

    6Deus anota no seu livro, +
    onde inscreve os povos todos: *
    ‘Foi ali que estes nasceram’.
    7E por isso todos juntos *
    a cantar se alegrarão;
    e, dançando, exclamarão: *
    ‘Estão em ti as nossas fontes!’

    Evangelho

    + Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 19,25-27
    Naquele tempo:
    25Perto da cruz de Jesus, estavam de pé
    a sua mãe, a irmã da sua mãe, Maria de Cléofas,
    e Maria Madalena.
    26Jesus, ao ver sua mãe
    e, ao lado dela, o discípulo que ele amava,
    disse à mãe:
    “Mulher, este é o teu filho”.
    27Depois disse ao discípulo:
    “Esta é a tua mãe”.
    Daquela hora em diante,
    o discípulo a acolheu consigo.
    Palavra da Salvação.
  • 3ª-feira da 10ª Semana Do Tempo Comum

    1ª Leitura

    Leitura do Primeiro Livro dos Reis 17,7-16

    Naqueles dias:
    7Secou a torrente
    do lugar onde Elias estava escondido,
    porque não tinha chovido no país.
    8Então a palavra do Senhor
    foi-lhe dirigida nestes termos:
    ‘Levanta-te e vai a Sarepta dos sidônios,
    e fica morando lá,
    pois ordenei a uma viúva desse lugar que te dê sustento’.
    10Elias pôs-se a caminho e foi para Sarepta.
    Ao chegar à porta da cidade,
    viu uma viúva apanhando lenha.
    Ele chamou-a e disse:
    ‘Por favor, traze-me um pouco de água numa vasilha
    para eu beber’.
    11Quando ela ia buscar água, Elias gritou-lhe:
    ‘Por favor, traze-me também um pedaço de pão em tua mão!’
    12Ela respondeu:
    ‘Pela vida do Senhor, teu Deus, não tenho pão.
    Só tenho um punhado de farinha numa vasilha
    e um pouco de azeite na jarra.
    Eu estava apanhando dois pedaços de lenha,
    a fim de preparar esse resto para mim e meu filho,
    para comermos e depois esperar a morte’.
    13Elias replicou-lhe:
    ‘Não te preocupes!
    Vai e faze como disseste.
    Mas, primeiro, prepara-me com isso um pãozinho,
    e traze-o.
    Depois farás o mesmo para ti e teu filho.
    14Porque assim fala o Senhor, Deus de Israel:
    ‘A vasilha de farinha não acabará
    e a jarra de azeite não diminuirá,
    até ao dia em que o Senhor enviar
    a chuva sobre a face da terra ‘.
    15A mulher foi e fez como Elias lhe tinha dito.
    E comeram, ele e ela e sua casa, durante muito tempo.
    16A farinha da vasilha não acabou
    nem diminuiu o óleo da jarra,
    conforme o que o Senhor tinha dito por intermédio de Elias.


    Palavra do Senhor.

    Salmo – Sl 4

    R. Sobre nós fazei brilhar o esplendor da vossa face!

    2Quando eu chamo, respondei-me, ó meu Deus, minha justiça! +
    Vós que soubestes aliviar-me nos momentos de aflição, *
    atendei-me por piedade e escutai minha oração!
    3Filhos dos homens, até quando fechareis o coração? *
    Por que amais a ilusão e procurais a falsidade?

    4Compreendei que nosso Deus faz maravilhas por seu servo, *
    e que o Senhor me ouvirá quando lhe faço a minha prece!
    5Se ficardes revoltados, não pequeis por vossa ira; *
    meditai nos vossos leitos e calai o coração!

    7Muitos há que se perguntam: ‘Quem nos dá felicidade?’ *
    Sobre nós fazei brilhar o esplendor de vossa face!
    8Vós me destes, ó Senhor, mais alegria ao coração, *
    do que a outros na fartura do seu trigo e vinho novo.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Evangelho –

    + Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 5,13-16

    Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:
    13Vós sois o sal da terra.
    Ora, se o sal se tornar insosso,
    com que salgaremos?
    Ele não servirá para mais nada,
    senão para ser jogado fora e ser pisado pelos homens.
    14Vós sois a luz do mundo.
    Não pode ficar escondida uma cidade
    construída sobre um monte.
    15Ninguém acende uma lâmpada, e a coloca
    debaixo de uma vasilha, mas sim, num candeeiro,
    onde brilha para todos que estão na casa.
    16Assim também brilhe a vossa luz diante dos homens,
    para que vejam as vossas boas obras
    e louvem o vosso Pai que está nos céus.


    Palavra da Salvação.
  • 4ª-feira da 10ª Semana Do Tempo Comum

    1ª Leitura –

    Leitura do Primeiro Livro dos Reis 18,20-39

    Naqueles dias:
    20Acab convocou todos os filhos de Israel
    e reuniu os profetas de Baal no monte Carmelo.
    21Então Elias, aproximando-se de todo o povo, disse:
    ‘Até quando andareis mancando com os dois pés?
    Se o Senhor é o verdadeiro Deus, segui-o;
    mas, se é Baal, segui a ele’.
    O povo não respondeu uma palavra.
    22Então Elias disse ao povo:
    ‘Eu sou o único profeta do Senhor que resta,
    ao passo que os profetas de Baal são quatrocentos e cinqüenta.
    23Dêem-nos dois novilhos;
    que eles escolham um novilho
    e, depois de cortá-lo em pedaços,
    coloquem-no sobre a lenha,
    mas sem pôr fogo por baixo.
    Eu prepararei depois o outro novilho
    e o colocarei sobre a lenha
    e tampouco lhe porei fogo.
    24Em seguida, invocareis o nome de vosso deus
    e eu invocarei o nome do Senhor.
    O Deus que ouvir, enviando fogo,
    este é o Deus verdadeiro’.
    Todo o povo respondeu, dizendo:
    ‘Ótima proposição.’
    25Elias disse então aos profetas de Baal:
    ‘Escolhei vós um novilho
    e começai, pois sois maioria.
    E invocai o nome de vosso deus,
    mas não lhe ponhais fogo’.
    26Eles tomaram o novilho
    que lhes foi dado e prepararam-no.
    E invocavam o nome de Baal
    desde a manhã até ao meio-dia, dizendo:
    ‘Baal, ouve-nos!’
    Mas não se ouvia voz alguma
    e ninguém que respondesse.
    E dançavam ao redor do altar que tinham levantado.
    27Ao meio-dia, Elias zombou deles, dizendo:
    ‘Gritai mais alto,
    pois sendo um deus, tem suas ocupações.
    Porventura ausentou-se ou está de viagem;
    ou talvez esteja dormindo e é preciso que o acordem’.
    28Então eles gritavam ainda mais forte,
    e retalhavam-se, segundo o seu costume,
    com espadas e lanças, até o sangue escorrer.
    29Passado o meio-dia,
    entraram em transe até a hora do sacrifício vespertino.
    Mas não se ouviu voz nenhuma,
    nem resposta nem sinal de atenção.
    30Então Elias disse a todo o povo:
    ‘Aproximai-vos de mim’.
    Todo o povo veio para perto dele.
    E ele refez o altar do Senhor que tinha sido demolido.
    31Tomou doze pedras,
    segundo o número das doze tribos dos filhos de Jacó,
    a quem Deus tinha dito:
    ‘Teu nome será Israel’,
    32e edificou com as pedras um altar ao nome do Senhor.
    Fez em redor do altar um rego,
    capaz de conter duas medidas de sementes.
    33Empilhou a lenha,
    esquartejou o novilho e colocou-o sobre a lenha,
    34e disse: ‘Enchei quatro talhas de água
    e derramai-a sobre o holocausto e sobre a lenha’.
    Depois, disse: ‘Outra vez’.
    E eles assim fizeram uma segunda vez.
    E acrescentou: ‘Ainda uma terceira vez’.
    E assim foi feito.
    35A água correu em voltar do altar
    e o rego ficou completamente cheio.
    36Chegada a hora do sacrifício,
    o profeta Elias aproximou-se e disse:
    ‘Senhor, Deus de Abraão, de Isaac e de Israel,
    mostra hoje que tu és Deus em Israel,
    e que eu sou teu servo
    e que é por ordem tua que fiz estas coisas.
    37Ouve-me, Senhor, ouve-me,
    para que este povo reconheça que tu, Senhor, és Deus,
    e que és tu que convertes os seus corações!’
    38Então caiu o fogo do Senhor,
    que devorou o holocausto, a lenha, as pedras
    e a poeira, e secou a água que estava no rego.
    39Vendo isto, o povo todo prostrou-se com o rosto em terra,
    exclamando: ‘É o Senhor que é Deus,
    é o Senhor que é Deus!’


    Palavra do Senhor.

    Salmo – Sl 15

    R. Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio!

    1Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio! +
    2aDigo ao Senhor: ‘Somente vós sois meu Senhor.

    4Multiplicam, no entanto, suas dores *
    os que correm para os deuses estrangeiros;
    seus sacrifícios sangüinários não partilho, *
    nem seus nomes passarão pelos meus lábios.

    5Ó Senhor, sois minha herança e minha taça, *
    meu destino está seguro em vossas mãos!
    8Tenho sempre o Senhor ante meus olhos, *
    pois se o tenho a meu lado não vacilo.

    11Vós me ensinais vosso caminho para a vida; +
    junto a vós, felicidade sem limites, *
    delícia eterna e alegria ao vosso lado!

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Evangelho –

    + Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 5,17-19

    Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
    17Não penseis que vim abolir a Lei e os Profetas.
    Não vim para abolir,
    mas para dar-lhes pleno cumprimento.
    18Em verdade, eu vos digo:
    antes que o céu e a terra deixem de existir,
    nem uma só letra ou vírgula serão tiradas da Lei,
    sem que tudo se cumpra.
    l9Portanto, quem desobedecer
    a um só destes mandamentos, por menor que seja,
    e ensinar os outros a fazerem o mesmo,
    será considerado o menor no Reino dos Céus.
    Porém, quem os praticar e ensinar
    será considerado grande no Reino dos Céus.


    Palavra da Salvação.
  • 5ª-feira da 10ª Semana Do Tempo Comum

    1ª Leitura –

    Leitura do Primeiro Livro dos Reis 18,41-46

    Naqueles dias:
    41Elias disse a Acab:
    ‘Sobe, come e bebe,
    porque já ouço o ruído de muita chuva’.
    42Enquanto Acab subia para comer e beber,
    Elias subiu ao cume do Carmelo,
    prostrou-se por terra
    e pôs o rosto entre os joelhos.
    43E disse ao seu servo:
    ‘Sobe e observa na direção do mar’.
    Ele subiu, observou e disse:
    ‘Não há nada’.
    Elias disse-lhe de novo:
    ‘Volta sete vezes’.
    44É sétima vez o servo disse:
    ‘Eis que sobe do mar uma nuvem,
    pequena como a mão de um homem’.
    Então Elias disse-lhe:
    ‘Vai dizer a Acab que prepare o carro e desça,
    para que a chuva não o detenha’.
    45Nesse meio tempo, o céu cobriu-se de nuvens escuras,
    soprou o vento e a chuva caiu torrencialmente.
    Acab subiu para o seu carro e partiu para Jezrael.
    46A mão do Senhor esteve sobre Elias;
    e ele, cingindo os rins,
    correu adiante de Acab até a entrada de Jezrael.


    Palavra do Senhor.

    Salmo – Sl 64

    R. Ó Senhor que o povo vos louve em Sião!

    10aVisitais a nossa terra com as chuvas,*
    10be transborda de fartura.
    10cRios de Deus que vêm do céu derramam águas,*
    10de preparais o nosso trigo.

    10eÉ assim que preparais a nossa terra:*
    11vós a regais e aplainais,
    os seus sulcos com a chuva amoleceis*
    e abençoais as sementeiras.

    12O ano todo coroais com vossos dons,*
    os vossos passos são fecundos;
    transborda a fartura onde passais,*
    13brotam pastos no deserto.
    As colinas se enfeitam de alegria.

    Evangelho –

    + Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 5,20-26

    Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
    20Se a vossa justiça não for maior
    que a justiça dos mestres da Lei e dos fariseus,
    vós não entrareis no Reino dos Céus.
    21Vósouvistes o que foi dito aos antigos:
    ‘Não matarás!
    Quem matar será condenado pelo tribunal’.
    22Eu, porém, vos digo:
    todo aquele que se encoleriza com seu irmão
    será réu em juízo;
    quem disser ao seu irmão: ‘patife!’
    será condenado pelo tribunal;
    quem chamar o irmão de ‘tolo’
    será condenado ao fogo do inferno.
    23Portanto, quando tu estiveres levando
    a tua oferta para o altar, e ali te lembrares
    que teu irmão tem alguma coisa contra ti,
    24deixa a tua oferta ali diante do altar,
    e vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão.
    Só então vai apresentar a tua oferta.
    25Procura reconciliar-te com teu adversário,
    enquanto caminha contigo para o tribunal.
    Senão o adversário te entregará ao juiz,
    o juiz te entregará ao oficial de justiça,
    e tu serás jogado na prisão.
    26Em verdade eu te digo: dali não sairás,
    enquanto não pagares o último centavo.


    Palavra da Salvação.
  • Sexta-feira da 10ª Semana do Tempo Comum

     

    Primeira Leitura 

    Leitura do Primeiro Livro dos Reis.

    Naqueles dias, ao chegar a Horeb, o monte de Deus, 9ao profeta Elias entrou numa gruta, onde passou a noite. E eis que a palavra do Senhor lhe foi dirigida nestes termos: 11“Sai e permanece sobre o monte diante do Senhor, porque o Senhor vai passar”. Antes do Senhor, porém, veio um vento impetuoso e forte, que desfazia as montanhas e quebrava os rochedos. Mas o Senhor não estava no vento. Depois do vento houve um terremoto. Mas o Senhor não estava no terremoto.

    12Passado o terremoto, veio um fogo. Mas o Senhor não estava no fogo. E depois do fogo ouviu-se um murmúrio de uma leve brisa. 13Ouvindo isto, Elias cobriu o rosto com o manto, saiu e pôs-se à entrada da gruta. Ouviu, então, uma voz que dizia: “Que fazes aqui, Elias?” 14Ele respondeu: “Estou ardendo de zelo pelo Senhor, Deus todo-poderoso, porque os filhos de Israel abandonaram tua aliança, demoliram teus altares e mataram à espada teus profetas. Só eu escapei. Mas, agora, também querem matar-me”.

    15O Senhor disse-lhe: “Vai e toma o teu caminho de volta, na direção do deserto de Damasco. Chegando lá, ungirás Hazael como rei da Síria. 16Unge também a Jeú, filho de Namsi, como rei de Israel, e a Eliseu, filho de Safat, de Abel-Meula, como profeta em teu lugar.

    – Palavra do Senhor.

     

     

     

     

     

     

     

     

    Responsório (Sl 26)

    — Senhor, é vossa face que eu procuro!

    — Senhor, é vossa face que eu procuro!

    — Senhor, ouvi a voz do meu apelo, atendei por compaixão! Meu coração fala convosco confiante, é vossa face que eu procuro.

    — Não afasteis em vossa ira o vosso servo, sois vós o meu auxílio! Não me esqueçais nem me deixeis abandonado, meu Deus e Salvador!

    — Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver na terra dos viventes. Espera no Senhor e tem coragem, espera no Senhor!

    Evangelho (Mt 5,27-32)

    — O Senhor esteja convosco.

    — Ele está no meio de nós.

    — Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

    — Glória a vós, Senhor.

    Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 27“Ouvistes o que foi dito: ‘Não cometerás adultério’. 28Eu, porém, vos digo: Todo aquele que olhar para uma mulher, com desejo de possuí-la, já cometeu adultério com ela no seu coração. 29Se o teu olho direito é para ti ocasião de pecado, arranca-o e joga-o para longe de ti! De fato, é melhor perder um de teus membros, do que todo o teu corpo ser jogado no inferno.

    30Se a tua mão direita é para ti ocasião de pecado, corta-a e joga-a para longe de ti! De fato, é melhor perder um dos teus membros, do que todo o teu corpo ir para o inferno.

    31Foi dito também: ‘Quem se divorciar de sua mulher, dê-lhe uma certidão de divórcio’. 32Eu, porém, vos digo: Todo aquele que se divorcia de sua mulher, a não ser por motivo de união irregular, faz com que ela se torne adúltera; e quem se casa com a mulher divorciada comete adultério”.

    — Palavra da Salvação.

    — Glória a vós, Senhor.

  • Sábado da 10ª Semana do Tempo Comum

    Primeira Leitura (At 11,21b-26; 13,1-3)

    Leitura dos Atos dos Apóstolos.

    Naqueles dias, 11,21bmuitas pessoas acreditaram no Evangelho e se converteram ao Senhor. 22A notícia chegou aos ouvidos da Igreja que estava em Jerusalém. Então enviaram Barnabé até Antioquia.

    23Quando Barnabé chegou e viu a graça que Deus havia concedido, ficou muito alegre e exortou a todos para que permanecessem fiéis ao Senhor, com firmeza de coração. 24É que ele era um homem bom, cheio do Espírito Santo e de fé. E uma grande multidão aderiu ao Senhor.

    25Então Barnabé partiu para Tarso, à procura de Saulo. 26Tendo encontrado Saulo, levou-o a Antioquia. Passaram um ano inteiro trabalhando juntos naquela Igreja, e instruíram uma numerosa multidão. Em Antioquia os discípulos foram, pela primeira vez, chamados com o nome de cristãos.

    13,1Na Igreja de Antioquia, havia profetas e doutores. Eram eles: Barnabé, Simeão, chamado o Negro, Lúcio de Cirene, Manaém, que fora criado junto com Herodes, e Saulo. 2Um dia, enquanto celebravam a liturgia, em honra do Senhor, e jejuavam, o Espírito Santo disse: “Separai para mim Barnabé e Saulo, a fim de fazerem o trabalho para o qual eu os chamei”. 3Então eles jejuaram e rezaram, impuseram as mãos sobre Barnabé e Saulo, e deixaram-nos partir.

    – Palavra do Senhor.

    – Graças a Deus.

     

     

     

     

     

     

     

     

    Responsório (Sl 97)

    — O Senhor fez conhecer seu poder salvador, e às nações sua justiça.

    — O Senhor fez conhecer seu poder salvador, e às nações sua justiça.

    — Cantai ao Senhor Deus um canto novo, porque ele fez prodígios! Sua mão e o seu braço forte e santo alcançaram-lhe a vitória.

    — O Senhor fez conhecer a salvação, e às nações, sua justiça; recordou o seu amor sempre fiel pela casa de Israel.

    — Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus. Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, alegrai-vos e exultai!

    — Cantai Salmos ao Senhor ao som da harpa e da cítara suave! Aclamai, com os clarins e as trombetas, ao Senhor, o nosso Rei!

    Evangelho (Mt 10,7-13)

    — O Senhor esteja convosco.

    — Ele está no meio de nós.

    — Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

    — Glória a vós, Senhor.

    Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 7“Em vosso caminho, anunciai: ‘O Reino dos Céus está próximo’. 8Curai os doentes, ressuscitai os mortos, purificai os leprosos, expulsai os demônios. De graça recebestes, de graça deveis dar! 9Não leveis ouro nem prata nem dinheiro nos vossos cintos; 10nem sacola para o caminho, nem duas túnicas nem sandálias nem bastão, porque o operário tem direito ao seu sustento.

    11Em qualquer cidade ou povoado onde entrardes, informai-vos para saber quem ali seja digno. Hospedai-vos com ele até a vossa partida. 12Ao entrardes numa casa, saudai-a. 13Se a casa for digna, desça sobre ela a vossa paz; se ela não for digna, volte para vós a vossa paz”.

    — Palavra da Salvação.

  • Solenidade da Santíssima Trindade | Domingo

    Primeira Leitura (Pr 8,22-31)

    Leitura do Livro dos Provérbios:

    Assim fala a Sabedoria de Deus: 22“O Senhor me possuiu como primícia de seus caminhos, antes de suas obras mais antigas; 23desde a eternidade fui constituída, desde o princípio, antes das origens da terra. 24Fui gerada quando não existiam os abismos, quando não havia os mananciais das águas, 25antes que fossem estabelecidas as montanhas, antes das colinas fui gerada.

    26Ele ainda não havia feito as terras e os campos, nem os primeiros vestígios de terra do mundo.

    27Quando preparava os céus, ali estava eu, quando traçava a abóbada sobre o abismo, 28quando firmava as nuvens lá no alto e reprimia as fontes do abismo, 29quando fixava ao mar os seus limites — de modo que as águas não ultrapassassem suas bordas — e lançava os fundamentos da terra, 30eu estava ao seu lado como mestre-de-obras; eu era seu encanto, dia após dia, brincando, todo o tempo, em sua presença, 31brincando na superfície da terra, e alegrando-me em estar com os filhos dos homens”.

    – Palavra do Senhor.

    – Graças a Deus.

     

     

     

     

     

     

    Responsório (Sl 8)

    — Ó Senhor, nosso Deus,/ como é grande vosso nome/ por todo o universo!

    — Ó Senhor, nosso Deus,/ como é grande vosso nome/ por todo o universo!

    — Contemplando estes céus que plasmastes/ e formastes com dedos de artista;/ vendo a lua e estrelas brilhantes, perguntamos:/ “Senhor, que é o homem,/ para dele assim vos lembrardes/ e o tratardes com tanto carinho?”

    — Pouco abaixo de Deus o fizestes,/ coroando-o de glória e esplendor;/ vós lhe destes poder sobre tudo,/ vossas obras aos pés lhe pusestes.

    — As ovelhas, os bois, os rebanhos,/ todo o gado e as feras da mata;/ passarinhos e peixes dos mares,/ todo ser que se move nas águas.

    Segunda Leitura (Rm 5,1-5)

    Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos:

    Irmãos: 1Justificados pela fé, estamos em paz com Deus, pela mediação do Senhor nosso, Jesus Cristo. 2Por ele tivemos acesso, pela fé, a esta graça, na qual estamos firmes e nos gloriamos, na esperança da glória de Deus.

    3E não só isso, pois nos gloriamos também de nossas tribulações, sabendo que a tribulação gera a constância, 4a constância leva a uma virtude provada, a virtude provada desabrocha em esperança; 5e a esperança não decepciona, porque o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.

    – Palavra do Senhor.

    – Graças a Deus.

     

     

     

     

     

     

     

    Anúncio do Evangelho (Jo 16,12-15)

    — O Senhor esteja convosco.

    —Ele está no meio de nós.

    — PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

    — Glória a vós, Senhor.

    Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 12“Tenho ainda muitas coisas a dizer-vos, mas não sois capazes de as compreender agora.

    13Quando, porém, vier o Espírito da Verdade, ele vos conduzirá à plena verdade. Pois ele não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido; e até as coisas futuras vos anunciará.

    14Ele me glorificará, porque receberá do que é meu e vo-lo anunciará. 15Tudo o que o Pai possui é meu. Por isso, disse que o que ele receberá e vos anunciará, é meu”.

    — Palavra da Salvação.

    — Glória a vós, Senhor.

  • Santo Antônio de Pádua (Lisboa), presbítero e doutor, Memória

    PRIMEIRA LEITURA

    Leitura do Primeiro Livro dos Reis 21,1-16

    Naquele tempo:
    1
    Nabot de Jezrael possuía uma vinha em Jezrael,
    ao lado do palácio de Acab, rei de Samaria.
    2
    Acab falou a Nabot:
    “Cede-me a tua vinha,
    para que eu a transforme numa horta,
    pois está perto da minha casa.
    Em troca eu te darei uma vinha melhor,
    ou, se preferires, pagarei em dinheiro o seu valor”.
    3
    Mas Nabot respondeu a Acab:
    “O Senhor me livre de te ceder a herança de meus pais”.
    4
    Acab voltou para casa aborrecido e irritado
    por causa desta resposta que lhe deu Nabot de Jezrael:
    “Não te cederei a herança de meus pais”.
    Deitou-se na cama, com o rosto voltado para a parede,
    e não quis comer nada.
    5
    Sua mulher Jezabel aproximou-se dele e disse-lhe:
    “Por que estás triste e não queres comer?”
    6
    Ele respondeu:
    “Porque eu conversei com Nabot de Jezrael
    e lhe fiz a proposta de me ceder a sua vinha
    pelo seu preço em dinheiro,
    ou, se preferisse, eu lhe daria em troca outra vinha.
    Mas ele respondeu que não me cede a vinha”.
    7
    Então sua mulher Jezabel disse-lhe:
    “Bela figura de rei de Israel estás fazendo!
    Levanta-te, toma alimento e fica de bom humor,
    pois eu te darei a vinha de Nabot de Jezrael”.
    8
    Ela escreveu então cartas em nome de Acab,
    selou-as com o selo real,
    e enviou-as aos anciãos e nobres da cidade de Nabot.
    9
    Nas cartas estava escrito o seguinte:
    “Proclamai um jejum
    e fazei Nabot sentar-se entre os primeiros do povo,
    10
    e subornai dois homens perversos contra ele,
    que deem este testemunho:
    ‘Tu amaldiçoaste a Deus e ao rei!’
    Levai-o depois para fora
    e apedrejai-o até que morra”.
    11
    Os homens da cidade,
    anciãos e nobres concidadãos de Nabot,
    fizeram conforme a ordem recebida de Jezabel,
    como estava escrito nas cartas
    que lhes tinha enviado.
    12
    Proclamaram um jejum
    e fizeram Nabot sentar-se entre os primeiros do povo.
    13
    Chegaram os dois homens perversos,
    sentaram-se diante dele
    e testemunharam contra Nabot
    diante de toda a assembleia, dizendo:
    “Nabot amaldiçoou a Deus e ao rei”.
    Em virtude disto, levaram-no para fora da cidade
    e mataram-no a pedradas.
    14
    Depois mandaram a notícia a Jezabel:
    “Nabot foi apedrejado e morto”.
    15
    Ao saber que Nabot tinha sido apedrejado
    e estava morto, Jezabel disse a Acab:
    “Levanta-te e toma posse da vinha
    que Nabot de Jezrael não te quis ceder
    por seu preço em dinheiro;
    pois Nabot já não vive; está morto”.
    16
    Quando Acab soube que Nabot estava morto,
    levantou-se para descer até a vinha de Nabot de Jezrael
    e dela tomar posse.
    Palavra do Senhor.
    Salmo responsorial
    Sl 5,2-3.5-6.7 (R. 2b)

    R. Atendei o meu gemido, ó Senhor!

    2
    Escutai, ó Senhor Deus, minhas palavras, *
    atendei o meu gemido!
    3
    Ficai atento ao clamor da minha prece, *
    ó meu Rei e meu Senhor!R.
    5
    Não sois um Deus a quem agrade a iniquidade, *
    não pode o mau morar convosco;
    6
    nem os ímpios poderão permanecer *
    perante os vossos olhos.R.
    7
    Detestais o que pratica a iniquidade *
    e destruís o mentiroso.
    Ó Senhor, abominais o sanguinário, *
    o perverso e enganador.R.
    EVANGELHO

    Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 5,38-42

    Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
    38
    “Ouvistes o que foi dito:
    ‘Olho por olho e dente por dente!’
    39
    Eu, porém, vos digo:
    Não enfrenteis quem é malvado!
    Pelo contrário,
    se alguém te dá um tapa na face direita,
    oferece-lhe também a esquerda!
    40
    Se alguém quiser abrir um processo
    para tomar a tua túnica, dá-lhe também o manto!
    41
    Se alguém te forçar a andar um quilômetro,
    caminha dois com ele!
    42
    Dá a quem te pedir
    e não vires as costas a quem te pede emprestado”.
    Palavra da Salvação.
  • 11ª Semana Tempo Comum

    PRIMEIRA LEITURA

    Leitura do Primeiro Livro dos Reis 21,17-29

    Após a morte de Nabot,
    17
    a palavra do Senhor foi dirigida a Elias, o tesbita,
    nestes termos:
    18
    “Levanta-te e desce ao encontro de Acab,
    rei de Israel, que reina em Samaria.
    Ele está na vinha de Nabot,
    aonde desceu para dela tomar posse.
    19
    Isto lhe dirás:

    ‘Assim fala o Senhor:
    Tu mataste e ainda por cima roubas!’
    E acrescentarás:
    ‘Assim fala o Senhor:
    No mesmo lugar em que os cães
    lamberam o sangue de Nabot,
    lamberão também o teu'”.
    20
    Acab disse a Elias:
    “Afinal encontraste-me, ó meu inimigo?”
    Elias respondeu:
    “Sim, eu te encontrei.
    Porque te vendeste
    para fazer o que desagrada ao Senhor,
    21
    farei cair sobre ti a desgraça:
    varrerei a tua descendência,
    exterminando todos os homens da casa de Acab,
    escravos ou livres em Israel.
    22
    Farei com a tua família
    como fiz com as famílias de Jeroboão, filho de Nabat,
    e de Baasa, filho de Aías,
    porque provocaste a minha ira
    e fizeste Israel pecar.
    23
    Também a respeito de Jezabel
    o Senhor pronunciou uma sentença:
    ‘Os cães devorarão Jezabel no campo de Jezrael.
    24
    Os da família de Acab que morrerem na cidade,
    serão devorados pelos cães,
    e os que morrerem no campo,
    serão comidos pelas aves do céu'”.
    25
    Não houve ninguém que se tenha vendido como Acab,
    para fazer o que desagrada ao Senhor,
    porque a isto o incitava sua mulher Jezabel.
    26
    Portou-se de modo abominável,
    seguindo os ídolos dos amorreus
    que o Senhor tinha expulsado
    diante dos filhos de Israel.
    27
    Quando Acab ouviu estas palavras,
    rasgou as vestes,
    pôs um cilício sobre a pele e jejuou.
    Dormia envolto num pano de penitência e andava abatido.
    28
    Então a palavra do Senhor foi dirigida a Elias,
    o tesbita, nestes termos:
    29
    “Viste como Acab se humilhou diante de mim?
    Já que ele assim procedeu,
    não o castigarei durante a sua vida,
    mas nos dias de seu filho
    enviarei a desgraça sobre a sua família”.
    Palavra do Senhor.
    Salmo responsorial
    Sl 50(51),3-4.5-6a.11 e 16 (R. cf. 3a)

    R. Misericórdia, ó Senhor, porque pecamos!

    3
    Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia! *
    Na imensidão de vosso amor, purificai-me!
    4
    Lavai-me todo inteiro do pecado, *
    e apagai completamente a minha culpa!R.
    5
    Eu reconheço toda a minha iniquidade, *
    o meu pecado está sempre à minha frente.
    6a
    Foi contra vós, só contra vós, que eu pequei, *
    e pratiquei o que é mau aos vossos olhos!R.
    11
    Desviai o vosso olhar dos meus pecados *
    e apagai todas as minhas transgressões!
    16
    Da morte como pena, libertai-me, *
    e minha língua exaltará vossa justiça! R.
    EVANGELHO

    Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 5,43-48

    Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
    43
    “Vós ouvistes o que foi dito:
    ‘Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo!’
    44
    Eu, porém, vos digo:
    Amai os vossos inimigos
    e rezai por aqueles que vos perseguem!
    45
    Assim, vos tornareis filhos
    do vosso Pai que está nos céus,
    porque ele faz nascer o sol sobre maus e bons,
    e faz cair a chuva sobre justos e injustos.
    46
    Porque, se amais somente aqueles que vos amam,
    que recompensa tereis?
    Os cobradores de impostos não fazem a mesma coisa?
    47
    E se saudais somente os vossos irmãos,
    o que fazeis de extraordinário?
    Os pagãos não fazem a mesma coisa?
    48
    Portanto, sede perfeitos
    como o vosso Pai celeste é perfeito”.
    Palavra da Salvação.
  • 11ª Semana Tempo Comum

    PRIMEIRA LEITURA

    Leitura do Segundo Livro dos Reis 2,1.6-14

    Quando o Senhor quis arrebatar Elias ao céu,
    num redemoinho,
    Elias e Eliseu partiram de Guilgal.
    6
    Tendo chegado a Jericó, Elias disse a Eliseu:
    “Permanece aqui,
    porque o Senhor me mandou até ao Jordão”.
    E ele respondeu:
    “Pela vida do Senhor e pela tua eu não te deixarei”.
    E partiram os dois juntos.
    7
    Então, cinquenta dos filhos dos profetas os seguiram,
    e ficaram parados, à parte, a certa distância,
    enquanto eles dois chegaram à beira do Jordão.
    8
    Elias tomou então o seu manto,
    enrolou-o e bateu com ele nas águas,
    que se dividiram para os dois lados,
    de modo que ambos passaram a pé enxuto.
    9
    Depois que passaram, Elias disse a Eliseu:
    “Pede o que queres que eu te faça
    antes de ser arrebatado da tua presença”.
    Eliseu disse:
    “Que me seja dada uma dupla porção do teu espírito”.
    10
    Elias respondeu:

    “Tu pedes uma coisa muito difícil.
    Se me vires quando me arrebatarem da tua presença,
    isso te será concedido;
    caso contrário, isso não te será dado”.
    11
    E aconteceu que, enquanto andavam e conversavam,
    um carro de fogo e cavalos de fogo
    os separaram um do outro,
    e Elias subiu ao céu num redemoinho.
    12
    Eliseu o via e gritava:
    “Meu pai, meu pai,
    carro de Israel e seu condutor!”
    Depois, não o viu mais.
    E, tomando as vestes dele, rasgou-as em duas.
    13
    Em seguida, apanhou o manto
    que Elias tinha deixado cair
    e, voltando sobre seus passos,
    estacou à margem do Jordão.
    14
    Tomou então o manto de Elias
    e bateu com ele nas águas dizendo:
    “Onde está agora o Deus de Elias?”
    E bateu nas águas,
    que se dividiram, para os dois lados,
    e Eliseu atravessou o rio.
    Palavra do Senhor.
    Salmo responsorial
    Sl 30(31),20.21.24 (R. 25)

    R. Fortalecei os corações,

        vós que ao Senhor vos confiais!

    20
    Como é grande, ó Senhor, vossa bondade, *
    que reservastes para aqueles que vos temem!
    Para aqueles que em vós se refugiam, *
    mostrando, assim, o vosso amor perante os homens. R.
    21
    Na proteção de vossa face os defendeis, *
    bem longe das intrigas dos mortais.
    No interior de vossa tenda os escondeis, *
    protegendo-os contra as línguas maldizentes.R.
    24
    Amai o Senhor Deus, seus santos todos, †
    ele guarda com carinho seus fiéis, *
    mas pune os orgulhosos com rigor. R.
    EVANGELHO

    Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 6,1-6.16-18

    Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
    1
    “Ficai atentos
    para não praticar a vossa justiça na frente dos homens,
    só para serdes vistos por eles.
    Caso contrário, não recebereis a recompensa
    do vosso Pai que está nos céus.
    2
    Por isso, quando deres esmola,
    não toques a trombeta diante de ti,
    como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas,
    para serem elogiados pelos homens.
    Em verdade vos digo:
    eles já receberam a sua recompensa.
    3
    Ao contrário, quando deres esmola,
    que a tua mão esquerda não saiba
    o que faz a tua mão direita,
    4
    de modo que, a tua esmola fique oculta.
    E o teu Pai, que vê o que está oculto,
    te dará a recompensa.
    5
    Quando orardes,
    não sejais como os hipócritas,
    que gostam de rezar em pé,
    nas sinagogas e nas esquinas das praças,
    para serem vistos pelos homens.
    Em verdade vos digo,
    eles já receberam a sua recompensa.
    6
    Ao contrário, quando tu orares,
    entra no teu quarto, fecha a porta,
    e reza ao teu Pai que está oculto.
    E o teu Pai, que vê o que está escondido,
    te dará a recompensa.
    16
    Quando jejuardes,
    não fiqueis com o rosto triste como os hipócritas.
    Eles desfiguram o rosto,
    para que os homens vejam que estão jejuando.
    Em verdade vos digo,
    eles já receberam a sua recompensa.
    17
    Tu, porém, quando jejuares,
    perfuma a cabeça e lava o rosto,
    18
    para que os homens não vejam
    que tu estás jejuando,
    mas somente teu Pai, que está oculto.
    E o teu Pai, que vê o que está escondido,
    te dará a recompensa”.
    Palavra da Salvação.
  • Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo, Solenidade

    PRIMEIRA LEITURA

     

    Leitura do Livro do Gênesis 14,18-20

    Naqueles dias,
    18
    Melquisedec, rei de Salém, trouxe pão e vinho
    e como sacerdote do Deus Altíssimo,
    19
    abençoou Abrão, dizendo:
    “Bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo,
    criador do céu e da terra!
    20
    Bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou
    teus inimigos em tuas mãos!”
    E Abrão entregou-lhe o dízimo de tudo.
    Palavra do Senhor.


    Salmo responsorial
    Sl 109(110),1.2.3.4 (R. 4bc)

    R. Tu és sacerdote eternamente *
    segundo a ordem do rei Melquisedec!

    1
    Palavra do Senhor ao meu Senhor: *
    “Assenta-te ao lado meu direito
    até que eu ponha os inimigos teus *
    como escabelo por debaixo de teus pés!” R.
    2
    O Senhor estenderá desde Sião †
    vosso cetro de poder, pois Ele diz: *
    “Domina com vigor teus inimigos; R.

    tu és príncipe desde o dia em que nasceste; †

    na glória e esplendor da santidade, *
    como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei!” R.
    4
    Jurou o Senhor e manterá sua palavra: †
    “Tu és sacerdote eternamente, *
    segundo a ordem do rei Melquisedec!” R.

     

    SEGUNDA LEITURA

    Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 11,23-26

    Irmãos:
    23
    O que eu recebi do Senhor

    foi isso que eu vos transmiti:
    Na noite em que foi entregue,
    o Senhor Jesus tomou o pão
    24
    e, depois de dar graças, partiu-o e disse:
    “Isto é o meu corpo
    que é dado por vós.
    Fazei isto em minha memória”.
    25
    Do mesmo modo, depois da ceia,
    tomou também o cálice e disse:
    “Este cálice é a nova aliança, em meu sangue.
    Todas as vezes que dele beberdes,
    fazei-o em minha memória”.
    26
    Todas as vezes, de fato, que comerdes deste pão
    e beberdes deste cálice,
    estareis proclamando a morte do Senhor,
    até que ele venha.
    Palavra do Senhor.



    Sequência

    (Na forma mais longa; ou na forma abreviada, a partir de: ** Eis o pão…)

    Terra, exulta de alegria,
    louva teu pastor e guia
    com teus hinos, tua voz!

    Tanto possas, tanto ouses,
    em louvá-lo não repouses:
    sempre excede o teu louvor!

    Hoje a Igreja te convida:
    ao pão vivo que dá vida
    vem com ela celebrar!

    Este pão, que o mundo o creia!
    por Jesus, na santa ceia,
    foi entregue aos que escolheu.

    Nosso júbilo cantemos,
    nosso amor manifestemos,
    pois transborda o coração!

    Quão solene a festa, o dia, 

    que da santa Eucaristia
    nos recorda a instituição!

    Novo Rei e nova mesa,
    nova Páscoa e realeza,
    foi-se a Páscoa dos judeus.

    Era sombra o antigo povo,
    o que é velho cede ao novo:
    foge a noite, chega a luz.

    O que o Cristo fez na ceia,
    manda à Igreja que o rodeia
    repeti-lo até voltar.

    Seu preceito conhecemos:
    pão e vinho consagremos
    para nossa salvação.

    Faz-se carne o pão de trigo,
    faz-se sangue o vinho amigo:
    deve-o crer todo cristão.

    Se não vês nem compreendes,
    gosto e vista tu transcendes,
    elevado pela fé.

    Pão e vinho, eis o que vemos;
    mas ao Cristo é que nós temos
    em tão ínfimos sinais…

    Alimento verdadeiro,
    permanece o Cristo inteiro
    quer no vinho, quer no pão.

    É por todos recebido,
    não em parte ou dividido,
    pois inteiro é que se dá!

    Um ou mil comungam dele,
    tanto este quanto aquele:
    multiplica-se o Senhor.

    Dá-se ao bom como ao perverso,
    mas o efeito é bem diverso:
    vida e morte traz em si…

    Pensa bem: igual comida,
    se ao que é bom enche de vida,
    traz a morte para o mau.

    Eis a hóstia dividida…
    Quem hesita, quem duvida?
    Como é toda o autor da vida,
    a partícula também.

    Jesus não é atingido:
    o sinal é que é partido;
    mas não é diminuído,
    nem se muda o que contém.

    **
    Eis o pão que os anjos comem
    transformado em pão do homem;
    só os filhos o consomem:
    não será lançado aos cães!

    Em sinais prefigurado,
    por Abraão foi imolado,
    no cordeiro aos pais foi dado,
    no deserto foi maná…

    Bom pastor, pão de verdade,
    piedade, ó Jesus, piedade,
    conservaí-nos na unidade,
    extingui nossa orfandade,
    transportai-nos para o Pai!

    Aos mortais dando comida,
    dais também o pão da vida;
    que a família assim nutrida
    seja um dia reunida
    aos convivas lá do céu!

    EVANGELHO

     

    Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 9,11b-17

    Naquele tempo,
    11b
    Jesus acolheu as multidões,
    falava-lhes sobre o Reino de Deus
    e curava todos os que precisavam.
    12
    A tarde vinha chegando.
    Os doze apóstolos aproximaram-se de Jesus
    e disseram:
    “Despede a multidão,
    para que possa ir aos povoados e campos vizinhos
    procurar hospedagem e comida,
    pois estamos num lugar deserto”.
    13
    Mas Jesus disse:
    “Dai-lhes vós mesmos de comer”.
    Eles responderam:
    “Só temos cinco pães e dois peixes.
    A não ser que fôssemos comprar comida
    para toda essa gente”.
    14
    Estavam ali mais ou menos cinco mil homens.
    Mas Jesus disse aos discípulos:
    “Mandai o povo sentar-se em grupos de cinquenta”.
    15
    Os discípulos assim fizeram, e todos se sentaram.
    16
    Então Jesus tomou os cinco pães e os dois peixes,
    elevou os olhos para o céu, abençoou-os, partiu-os
    e os deu aos discípulos para distribuí-los à multidão.
    17
    Todos comeram e ficaram satisfeitos.
    E ainda foram recolhidos doze cestos
    dos pedaços que sobraram.
    Palavra da Salvação.
  • 11ª Semana Tempo Comum

    PRIMEIRA LEITURA

    Leitura do Segundo Livro dos Reis 11,1-4.9-18.20

    Naqueles dias,
    1
    Quando Atália, mãe de Ocozias,
    soube que o filho estava morto,
    pôs-se a exterminar toda a família real.
    2
    Mas Josaba, filha do rei Jorão e irmã de Ocozias,
    raptou o filho dele, Joás,

    do meio dos filhos do rei,
    que iriam ser massacrados,
    e colocou-o, com sua ama, no quarto de dormir.
    Assim, escondeu-o de Atália e ele não foi morto.
    3
    E ele ficou seis anos com ela,
    escondido no templo do Senhor,
    enquanto Atália reinava no país.
    4
    No sétimo ano,
    Joiada mandou chamar os centuriões
    dos quereteus e da escolta,
    e introduziu-os consigo no templo do Senhor.
    Fez com eles um contrato,
    mandou que prestassem juramento no templo do Senhor
    e mostrou-lhes o filho do rei.
    9
    Os centuriões fizeram tudo
    o que o sacerdote Joiada lhes tinha ordenado.
    Cada um reuniu seus homens,
    tanto os que entravam de serviço no sábado,
    como os que saíam.
    Vieram para junto do sacerdote Joiada,
    10
    e este entregou aos centuriões
    as lanças e os escudos de Davi,
    que estavam no templo do Senhor.
    11
    Em seguida, os homens da escolta,
    de armas na mão, tomaram posição
    a partir do lado direito do templo até ao esquerdo,
    entre o altar e o templo, em torno do rei.
    12
    Então Joiada apresentou o filho do rei,
    cingiu-o com o diadema
    e entregou-lhe o documento da Aliança.
    E proclamaram-no rei, deram-lhe a unção
    e, batendo palmas, aclamaram:
    “Viva o rei!”
    13
    Ouvindo os gritos do povo,
    Atália veio em direção da multidão
    no templo do Senhor.
    14
    Quando viu o rei de pé sobre o estrado,
    segundo o costume,
    os chefes e os trombeteiros do rei junto dele,
    e todo o povo do país
    exultando de alegria e tocando as trombetas,
    Atália rasgou suas vestes e bradou:
    “Traição! Traição!”
    15
    Então o sacerdote Joiada ordenou aos centuriões
    que comandavam a tropa:
    “Levai-a para fora do recinto do templo
    e, se alguém a seguir, seja morto à espada”.
    Pois o sacerdote havia dito:
    “Não seja morta dentro do templo do Senhor”.
    16
    Agarraram-na e levaram-na aos empurrões
    pelo caminho da porta dos Cavalos até ao palácio,
    e ali foi morta.
    17
    Em seguida, Joiada fez uma aliança
    entre o Senhor, o rei e o povo,
    pela qual este se comprometia a ser o povo do Senhor.
    Fez também uma aliança entre o rei e o povo.
    18
    Todo o povo do país
    dirigiu-se depois ao Templo de Baal e demoliu-o.
    Destruíram totalmente os altares e as imagens
    e mataram Matã, sacerdote de Baal,
    diante dos altares.
    E o sacerdote Joiada pôs guardas na casa do Senhor.
    20
    Todo o povo do país o festejou
    e a cidade manteve-se calma.
    Palavra do Senhor.
    Salmo responsorial
    Sl 131(132),11.12.13-14.17-18 (R. 13)

    R. O Senhor preferiu Jerusalém por sua morada.

    11
    O Senhor fez a Davi um juramento, *
    uma promessa que jamais renegará:
    “Um herdeiro que é fruto do teu ventre *
    colocarei sobre o trono em teu lugar!R.
    12
    Se teus filhos conservarem minha Aliança *
    e os preceitos que lhes dei a conhecer,
    os filhos deles igualmente hão de sentar-se *
    eternamente sobre o trono que te dei!”R.
    13
    Pois o Senhor quis para si Jerusalém *
    e a desejou para que fosse sua morada:
    14
    “Eis o lugar do meu repouso para sempre, *
    eu fico aqui: este é o lugar que preferi!”R.
    17
    “De Davi farei brotar um forte Herdeiro, *
    acenderei ao meu Ungido uma lâmpada.
    18
    Cobrirei de confusão seus inimigos, *
    mas sobre ele brilhará minha coroa!” R.

    EVANGELHO

    Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 6,19-23

    Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
    19
    “Não junteis tesouros aqui na terra,
    onde a traça e a ferrugem destroem,
    e os ladrões assaltam e roubam.
    20
    Ao contrário, juntai para vós tesouros no céu,
    onde nem a traça e a ferrugem destroem,
    nem os ladrões assaltam e roubam.
    21
    Porque, onde está o teu tesouro,
    aí estará também o teu coração.
    22
    O olho é a lâmpada do corpo.
    Se o teu olho é sadio,
    todo o teu corpo ficará iluminado.
    23
    Se o teu olho está doente,
    todo o teu corpo ficará na escuridão.
    Ora, se a luz que existe em ti é escuridão,
    como será grande a escuridão”.
    Palavra da Salvação.
  • 11ª Semana Tempo Comum

    PRIMEIRA LEITURA

    Leitura do Segundo Livro das Crônicas 24,17-25

    17
    Depois da morte de Joiada,
    os chefes de Judá vieram prostrar-se diante do rei Joás,
    que, atraído por suas lisonjas,

    se deixou levar por eles.
    18
    Os chefes de Judá abandonaram o templo do Senhor,
    o Deus de seus pais,
    e prestaram culto a troncos sagrados
    e a imagens esculpidas,
    atraindo a ira divina sobre Judá e Jerusalém
    por causa desse crime.
    19
    O Senhor mandou-lhes profetas
    para que se convertessem a ele.
    Porém, por mais que estes protestassem,
    não lhe queriam dar ouvidos.
    20
    Então o espírito de Deus apoderou-se de Zacarias,
    filho do sacerdote Joiada,
    e ele apresentou-se ao povo e disse:
    “Assim fala Deus:
    Por que transgredis os preceitos do Senhor?
    Isto não vos será de nenhum proveito.
    Porque abandonastes o Senhor,
    ele também vos abandonará”.
    21
    Eles, porém, conspiraram contra Zacarias
    e mataram-no à pedrada por ordem do rei,
    no pátio do templo do Senhor.
    22
    O rei Joás não se lembrou do bem que Joiada,
    pai do profeta, lhe tinha feito,
    e matou o seu filho.
    Zacarias, ao morrer, disse:
    “Que o Senhor veja e faça justiça!”
    23
    Ao cabo de um ano,
    o exército da Síria marchou contra Joás,
    invadiu Judá e Jerusalém,
    massacrou os chefes do povo,
    e enviou toda a presa de guerra ao rei de Damasco.
    24
    Na verdade,
    o exército da Síria veio com poucos homens,
    mas o Senhor entregou nas mãos deles um exército enorme,
    porque Judá tinha abandonado o Senhor,
    o Deus de seus pais.
    Assim, os sírios fizeram justiça contra Joás.
    25
    Quando eles se retiraram,
    deixando-o gravemente enfermo,
    seus homens conspiraram contra ele,
    para vingar o filho do sacerdote Joiada,
    e mataram-no em seu leito.
    Ele morreu e foi sepultado na cidade de Davi,
    mas não no sepulcro dos reis.
    Palavra do Senhor.
    Salmo responsorial
    Sl 88(89),4-5.29-30.31-32.33-34 (R. 29a)

    R. Guardarei eternamente para ele a minha graça!

    4
    “Eu firmei uma Aliança com meu servo, meu eleito, *
    e eu fiz um juramento a Davi, meu servidor:
    5
    Para sempre, no teu trono, firmarei tua linhagem, *
    de geração em geração garantirei o teu reinado!”R.
    29
    Guardarei eternamente para ele a minha graça *
    e com ele firmarei minha Aliança indissolúvel.
    30
    Pelos séculos sem fim conservarei sua descendência, *
    e o seu trono, tanto tempo quanto os céus, há de durar”. R.
    31
    “Se seus filhos, porventura, abandonarem minha lei *
    e deixarem de andar pelos caminhos da Aliança;
    32
    se, pecando, violarem minhas justas prescrições *
    e se não obedecerem aos meus santos mandamentos: R.
    33
    eu, então, castigarei os seus crimes com a vara, *
    com açoites e flagelos punirei as suas culpas.
    34
    Mas não hei de retirar-lhes minha graça e meu favor *
    e nem hei de renegar o juramento que lhes fiz. R.
    EVANGELHO

     

    Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 6,24-34

    Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:
    24
    “Ninguém pode servir a dois senhores:
    pois, ou odiará um e amará o outro,
    ou será fiel a um e desprezará o outro.
    Vós não podeis servir a Deus e ao dinheiro.
    25
    Por isso eu vos digo:
    não vos preocupeis com a vossa vida,
    com o que havereis de comer ou beber;
    nem com o vosso corpo,
    com o que havereis de vestir.
    Afinal, a vida não vale mais do que o alimento,
    e o corpo, mais do que a roupa?
    26
    Olhai os pássaros dos céus:
    eles não semeiam, não colhem,
    nem ajuntam em armazéns.
    No entanto, vosso Pai que está nos céus os alimenta.
    Vós não valeis mais do que os pássaros?
    27
    Quem de vós pode prolongar a duração da própria vida,
    só pelo fato de se preocupar com isso?
    28
    E por que ficais preocupados com a roupa?
    Olhai como crescem os lírios do campo:
    eles não trabalham nem fiam.
    29
    Porém, eu vos digo:
    nem o rei Salomão, em toda a sua glória,
    jamais se vestiu como um deles.
    30
    Ora, se Deus veste assim a erva do campo,
    que hoje existe e amanhã é queimada no forno,
    não fará ele muito mais por vós, gente de pouca fé?
    31
    Portanto, não vos preocupeis, dizendo:
    ‘O que vamos comer? O que vamos beber?
    Como vamos nos vestir?’
    32
    Os pagãos é que procuram essas coisas.
    Vosso Pai, que está nos céus,
    sabe que precisais de tudo isso.
    33
    Pelo contrário, buscai em primeiro lugar
    o Reino de Deus e a sua justiça,
    e todas estas coisas vos serão dadas por acréscimo.
    34
    Portanto, não vos preocupeis com o dia de amanhã,
    pois o dia de amanhã terá suas preocupações!
    Para cada dia, bastam seus próprios problemas”.
    Palavra da Salvação.
  • 12º Domingo Tempo Comum

    PRIMEIRA LEITURA

     

    Leitura da Profecia de Zacarias 12,10-11;13,1

    Assim diz o Senhor:
    10
    “Derramarei sobre a casa de Davi
    e sobre os habitantes de Jerusalém
    um espírito de graça e de oração;
    eles olharão para mim.
    Ao que eles feriram de morte,
    hão de chorá-lo,
    como se chora a perda de um filho único,
    e hão de sentir por ele a dor
    que se sente pela morte de um primogênito.
    11
    Naquele dia, haverá um grande pranto em Jerusalém,
    como foi o de Adadremon, no campo de Magedo.
    13,1
    Naquele dia,
    haverá uma fonte acessível
    à casa de Davi e aos habitantes de Jerusalém,
    para ablução e purificação”.
    Palavra do Senhor.



    Salmo responsorial
    Sl 62(63),2abcd.2e-4.5-6.8-9 (R. 2ce)

    R. A minh’alma tem sede de vós,
    como a terra sedenta, ó meu Deus!

    2a
    Sois vós, ó Senhor, o meu Deus! *
      b
    Desde a aurora ansioso vos busco!
      c
    A minh’alma tem sede de vós, *
     d
    minha carne também vos deseja. R.

     

    2e
    Como terra sedenta e sem água, †
    3
    venho, assim, contemplar-vos no templo, *
    para ver vossa glória e poder.
    4
    Vosso amor vale mais do que a vida: *
    e por isso meus lábios vos louvam. R.

     

    5
    Quero, pois vos louvar pela vida, *
    e elevar para vós minhas mãos!
    6
    A minh’alma será saciada, *
    como em grande banquete de festa;
    cantará a alegria em meus lábios, *
    ao cantar para vós meu louvor! R.

     

    8
    Para mim fostes sempre um socorro; *
    de vossas asas á sombra eu exulto!
    9
    Minha alma se agarra em vós; *
    com poder vossa mão me sustenta. R.


    SEGUNDA LEITURA

    to.

    Leitura da Carta de São Paulo aos Gálatas 3,26-29

    Irmãos:
    26
    Vós todos sois filhos de Deus
    pela fé em Jesus Cristo.
    27
    Vós todos que fostes batizados em Cristo
    vos revestistes de Cristo.
    28
    O que vale não é mais ser judeu nem grego,
    nem escravo nem livre,
    nem homem nem mulher,
    pois todos vós sois um só, em Jesus Cristo.
    29
    Sendo de Cristo, sois então descendência de Abraão,
    herdeiros segundo a promessa.
    Palavra do Senhor.

     

    EVANGELHO

     

    Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 9,18-24

    Certo dia,
    18
    Jesus estava rezando num lugar retirado,
    e os discípulos estavam com ele.
    Então Jesus perguntou-lhes:
    “Quem diz o povo que eu sou?”
    19
    Eles responderam:
    “Uns dizem que és João Batista;
    outros, que és Elias;
    mas outros acham
    que és algum dos antigos profetas que ressuscitou”.
    20
    Mas Jesus perguntou:
    “E vós, quem dizeis que eu sou?”
    Pedro respondeu:
    “O Cristo de Deus”.
    21
    Mas Jesus proibiu-lhes severamente
    que contassem isso a alguém.
    22
    E acrescentou:
    “O Filho do Homem deve sofrer muito,
    ser rejeitado pelos anciãos,
    pelos sumos sacerdotes e doutores da Lei,
    deve ser morto e ressuscitar no terceiro dia”.
    23
    Depois Jesus disse a todos:
    “Se alguém me quer seguir, renuncie a si mesmo,
    tome sua cruz cada dia, e siga-me.
    24
    Pois quem quiser salvar a sua vida, vai perdê-la;
    e quem perder a sua vida por causa de mim,
    esse a salvará”.
    Palavra da Salvação.
  • 12ª Semana Tempo Comum

    PRIMEIRA LEITURA

    Leitura do Segundo Livro dos Reis 17,5-8.13-15a.18

    Naqueles dias,
    5
    Salmanasar, rei da Assíria, invadiu todo o país.
    E, chegando a Samaria,
    sitiou-a durante três anos.
    6
    No nono ano de Oseias,
    o rei da Assíria tomou Samaria
    e deportou os habitantes de Israel para a Assíria,
    estabelecendo-os em Hala
    e nas margens do Habor, rio de Gozã,
    e nas cidades da Média.
    7
    Isto aconteceu porque os filhos de Israel
    pecaram contra o Senhor, seu Deus,
    que os tinha tirado do Egito,
    libertando-os da opressão do Faraó, rei do Egito,
    porque tinham adorado outros deuses.
    8
    Eles seguiram os costumes dos povos
    que o Senhor havia expulsado diante deles,
    e as leis introduzidas pelos reis de Israel.
    13
    O Senhor tinha advertido seriamente Israel e Judá
    por meio de todos os profetas e videntes, dizendo:
    “Voltai dos vossos maus caminhos
    e observai meus mandamentos e preceitos,
    conforme todas as leis

    que prescrevi a vossos pais
    e que vos comuniquei
    por intermédio de meus servos, os profetas”.
    14
    Eles, porém, não prestaram ouvidos,
    mostrando-se tão obstinados como seus pais,
    que não tinham acreditado no Senhor, seu Deus.
    15a
    Desprezaram as suas leis
    e a aliança que tinha feito com seus pais,
    e os testemunhos com que os havia garantido.
    18
    O Senhor indignou-se profundamente
    contra os filhos de Israel
    e rejeitou-os para longe da sua face,
    restando apenas a tribo de Judá.
    Palavra do Senhor.
    Salmo responsorial
    Sl 59(60),3.4-5.11-12a.12b-13 (R. 7b)

    R. Vossa mão nos ajude, ouvi-nos Senhor!

    3
    Rejeitastes, ó Deus, vosso povo †
    e arrasastes as nossas fileiras; *
    vós estáveis irado: voltai-vos!R.
    4
    Abalastes, partistes a terra, *
    reparai suas brechas, pois treme.
    5
    Duramente provastes o povo, *
    e um vinho atordoante nos destes.R.
    11
    Quem me leva à cidade segura, *
    e a Edom quem me vai conduzir,
    12a
    se vós, Deus, rejeitais vosso povo *
    e não mais conduzis nossas tropas? R.
      b
    Dai-nos, Deus, vosso auxílio na angústia; *
    nada vale o socorro dos homens!
    13
    Mas com Deus nós faremos proezas, *
    e ele vai esmagar o opressor. R.
    EVANGELHO

    Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 7,1-5

    Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
    1
    “Não julgueis, e não sereis julgados.
    2
    Pois, vós sereis julgados
    com o mesmo julgamento com que julgardes;
    e sereis medidos, com a mesma medida com que medirdes.
    3
    Por que observas o cisco no olho do teu irmão,
    e não prestas atenção
    à trave que está no teu próprio olho?
    4
    Ou, como podes dizer ao teu irmão:
    ‘deixa-me tirar o cisco do teu olho’,
    quando tu mesmo tens uma trave no teu?
    5
    Hipócrita, tira primeiro a trave do teu próprio olho,
    e então enxergarás bem
    para tirar o cisco do olho do teu irmão”.
    Palavra da Salvação.
  • São Luís Gonzaga, religioso, Memória

    PRIMEIRA LEITURA

    Leitura do Segundo Livro dos Reis 19,9b-11.14-21.31-35a.36

    Naqueles dias,
    9b
    Senaquerib, rei da Assíria, enviou de novo
    mensageiros a Ezequias para dizer-lhe:
    10
    “Não te seduza o teu Deus, em quem confias,

    pensando: ‘Jerusalém não será entregue
    nas mãos do rei dos assírios’.
    11
    Porque tu mesmo tens ouvido
    o que os reis da Assíria fizeram a todas as nações
    e como as devastaram.
    Só tu te vais salvar?”
    14
    Ezequias tomou a carta da mão dos mensageiros e leu-a.
    Depois subiu ao templo do Senhor,
    estendeu a carta diante do Senhor
    15
    e, na presença do Senhor, fez a seguinte oração:
    “Senhor, Deus de Israel,
    que estás sentado sobre os querubins!
    Tu és o único Deus de todos os reinos da terra.
    Tu fizeste o céu e a terra.
    16
    Inclina o teu ouvido, Senhor e ouve.
    Abre, Senhor, os teus olhos e vê.
    Ouve todas as palavras de Senaquerib,
    que mandou emissários para insultar o Deus vivo.
    17
    É verdade, Senhor,
    que os reis da Assíria
    devastaram as nações e seus territórios;
    18
    lançaram os seus deuses ao fogo,
    porque não eram deuses,
    mas obras das mãos dos homens, de madeira e pedra,
    por isso os puderam destruir.
    19
    Mas agora, Senhor, nosso Deus,
    livra-nos de suas mãos,
    para que todos os reinos da terra
    saibam que só tu, Senhor, és Deus”.
    20
    Então Isaías, filho de Amós,
    mandou dizer a Ezequias:
    “Assim fala o Senhor, Deus de Israel:
    Ouvi a prece que me dirigiste
    a respeito de Senaquerib, rei da Assíria.
    21
    Eis o que o Senhor disse dele:
    ‘A virgem filha de Sion despreza-te e zomba de ti.
    A filha de Jerusalém meneia a cabeça nas tuas costas.
    31
    Pois um resto sairá de Jerusalém,
    e sobreviventes, do monte Sião.
    Eis o que fará o zelo do Senhor Todo-poderoso’.
    32
    Por isso, assim diz o Senhor
    acerca do rei da Assíria:
    ‘Ele não entrará nesta cidade,
    nem lançará nenhuma flecha contra ela,
    nem a assaltará com escudo,
    nem a cercará com trincheira alguma.
    33
    Pelo caminho, por onde veio, há de voltar,
    e não entrará nesta cidade, diz o Senhor.
    34
    Protegerei esta cidade e a salvarei
    em atenção a mim mesmo e ao meu servo Davi'”.
    35a
    Naquela mesma noite, saiu o Anjo do Senhor
    e exterminou no acampamento assírio
    cento e oitenta e cinco mil homens.
    36
    Senaquerib, rei da Assíria,
    levantou acampamento e partiu.
    Voltou para Nínive e aí permaneceu.
    Palavra do Senhor.
    Salmo responsorial
    Sl 47(48),2-3a.3b-4.10-11 (R. cf. 9d)

    R. O Senhor estabelece sua cidade para sempre.

    2
    Grande é o Senhor e muito digno de louvores *
    na cidade onde ele mora;
    3a
    seu Monte santo, esta colina encantadora *
    é a alegria do universo. R.
      b
    Monte Sião, no extremo norte situado, *
    és a mansão do grande Rei!
    4
    Deus revelou-se em suas fortes cidadelas *
    um refúgio poderoso.R.
    10
    Recordamos, Senhor Deus, vossa bondade *
    em meio ao vosso templo;
    11
    com vosso nome vai também vosso louvor *
    aos confins de toda a terra. R.
    EVANGELHO.
    Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 7,6.12-14

    Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
    6
    “Não deis aos cães as coisas santas,
    nem atireis vossas pérolas aos porcos;
    para que eles não as pisem com os pés
    e, voltando-se contra vós, vos despedacem.
    12
    Tudo quanto quereis que os outros vos façam,
    fazei também a eles.
    Nisto consiste a Lei e os Profetas.
    13
    Entrai pela porta estreita,
    porque larga é a porta
    e espaçoso é o caminho que leva à perdição,
    e muitos são os que entram por ele!
    14
    Como é estreita a porta
    e apertado o caminho que leva à vida!
    E são poucos os que o encontram”!
    Palavra da Salvação.
  • 12ª Semana Tempo Comum

    PRIMEIRA LEITURA

    Leitura do Segundo Livro dos Reis 22,8-13; 23,1-3

    Naqueles dias,
    8
    o sumo-sacerdote Helcias disse ao secretário Safã:
    “Achei o livro da Lei na casa do Senhor!”
    Helcias deu o livro a Safã, que também o leu.
    9
    Então o secretário Safã foi à presença do rei
    e fez-lhe um relatório nestes termos:
    “Os teus servos juntaram o dinheiro
    que se achou no templo
    e entregaram-no aos empreiteiros
    encarregados do templo do Senhor”.
    10
    Em seguida, o secretário Safã comunicou ao rei:
    “O sacerdote Helcias entregou-me um livro”.
    E Safã leu-o diante do rei.
    11
    Ao ouvir as palavras do livro da Lei.
    o rei rasgou as suas vestes.
    12
    E ordenou ao sacerdote Helcias,
    a Aicam, filho de Safã,
    a Acobor, filho de Miqueias,
    ao secretário Safã e a Asaías, ministro do rei:
    13
    “Ide e consultai o Senhor a meu respeito,
    a respeito do povo e de todo Judá,
    sobre as palavras deste livro que foi encontrado.
    Grande deve ser a ira do Senhor

    que se inflamou contra nós,
    porque nossos pais não obedeceram às palavras deste livro,
    nem puseram em prática tudo o que nos fora prescrito”.
    23,1
    Então o rei mandou
    que se apresentassem diante dele
    todos os anciãos de Judá e de Jerusalém.
    2
    E subiu ao templo do Senhor
    com todos os homens de Judá
    e todos os habitantes de Jerusalém,
    os sacerdotes, os profetas
    e todo o povo, do maior ao menor.
    Leu diante deles todo o conteúdo do livro da Aliança
    que tinha sido achado na casa do Senhor.
    3
    De pé, sobre o seu estrado,
    o rei concluiu a aliança diante do Senhor,
    obrigando-se a seguir o Senhor
    e a observar seus mandamentos, preceitos e decretos,
    de todo o seu coração e de toda a sua alma,
    cumprindo as palavras da Aliança
    escritas naquele livro.
    E todo o povo aderiu à Aliança.
    Palavra do Senhor.
    Salmo responsorial
    Sl 118(119),33.34.35.36.37.40 (R. 33a)

    R. Ensinai-me a viver vossos preceitos, ó Senhor!

    33
    Ensinai-me a viver vossos preceitos; *
    quero guardá-los fielmente até o fim!R.
    34
    Dai-me o saber, e cumprirei a vossa lei, *
    e de todo o coração a guardarei.R.
    35
    Guiai meus passos no caminho que traçastes, *
    pois só nele encontrarei felicidade.R.
    36
    Inclinai meu coração às vossas leis, *
    e nunca ao dinheiro e à avareza. R.
    37
    Desviai o meu olhar das coisas vãs, *
    dai-me a vida pelos vossos mandamentos!R.
    40
    Como anseio pelos vossos mandamentos! *
    Dai-me a vida, ó Senhor, porque sois justo! R.
    EVANGELHO

    Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 7,15-20

    Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
    15
    “Cuidado com os falsos profetas:
    Eles vêm até vós vestidos com peles de ovelha,
    mas por dentro são lobos ferozes.
    16
    Vós os conhecereis pelos seus frutos.
    Por acaso se colhem uvas de espinheiros
    ou figos de urtigas?
    17
    Assim, toda árvore boa produz frutos bons,
    e toda árvore má, produz frutos maus.
    18
    Uma árvore boa não pode dar frutos maus,
    nem uma árvore má pode produzir frutos bons.
    19
    Toda árvore que não dá bons frutos
    é cortada e jogada no fogo.
    20
    Portanto, pelos seus frutos vós os conhecereis”.
    Palavra da Salvação.
  • Natividade de São João Batista, Solenidade

    Missa do dia

     

    PRIMEIRA LEITURA

    Leitura do Livro do Profeta Isaías 49,1-61

    Nações marinhas, ouvi-me,

    povos distantes, prestai atenção:
    o Senhor chamou-me antes de eu nascer,
    desde o ventre de minha mãe
    ele tinha na mente o meu nome;2
    fez de minha palavra uma espada afiada,
    protegeu-me à sombra de sua mão
    e fez de mim uma flecha aguçada,
    escondida em sua aljava,3
    e disse-me:
    “Tu és o meu Servo, Israel, em quem serei glorificado”.
    E eu disse:
    “Trabalhei em vão,
    gastei minhas forças sem fruto, inutilmente;
    entretanto o Senhor me fará justiça
    e o meu Deus me dará recompensa”.
    5
    E agora diz-me o Senhor
    – ele que me preparou desde o nascimento para ser seu Servo –
    que eu recupere Jacó para ele
    e faça Israel unir-se a ele;
    aos olhos do Senhor esta é a minha glória.
    6
    Disse ele:
    “Não basta seres meu Servo
    para restaurar as tribos de Jacó
    e reconduzir os remanescentes de Israel:
    eu te farei luz das nações,
    para que minha salvação
    chegue até aos confins da terra”.
    Palavra do Senhor.

    Salmo responsorial
    Sl 138(139),1-3.13-14ab.14c-15 (R. 14a)
    R. Eu vos louvo e vos dou graças, ó Senhor,
        porque de modo admirável me formastes!1

    Senhor, vós me sondais e conheceis, †
    2
    sabeis quando me sento ou me levanto; *
    de longe penetrais meus pensamentos;
    3
    percebeis quando me deito e quando eu ando, *
    os meus caminhos vos são todos conhecidos.R.
    13
    Fostes vós que me formastes as entranhas, *
    e no seio de minha mãe vós me tecestes.
    14a
    Eu vos louvo e vos dou graças, ó Senhor, *
       b
    porque de modo admirável me formastes!R.
     
    14c
    Até o mais íntimo, Senhor me conheceis; *
    15
    nenhuma sequer de minhas fibras ignoráveis,
    quando eu era modelado ocultamente, *
    era formado nas entranhas subterrâneas.R.
     

    SEGUNDA LEITURA

    .

    Leitura dos Atos dos Apóstolos 13,22-26

    Naqueles dias, Paulo disse:
    22
    Deus fez surgir Davi como rei
    e assim testemunhou a seu respeito:
    “Encontrei Davi, filho de Jessé,
    homem segundo o meu coração,
    que vai fazer em tudo a minha vontade”.
    23
    Conforme prometera, da descendência de Davi
    Deus fez surgir para Israel um Salvador,
    que é Jesus.
    24
    Antes que ele chegasse,
    João pregou um batismo de conversão
    para todo o povo de Israel.
    25
    Estando para terminar sua missão, João declarou:
    “Eu não sou aquele que pensais que eu seja!
    Mas vede: depois de mim vem aquele,
    do qual nem mereço desamarrar as sandálias”.
    26
    Irmãos, descendentes de Abraão,
    e todos vós que temeis a Deus,
    a nós foi enviada esta mensagem de salvação.

    Palavra do Senhor.

    EVANGELHO

    Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 1,57-66.80

    57
    Completou-se o tempo da gravidez de Isabel,
    e ela deu à luz um filho.
    58
    Os vizinhos e parentes ouviram dizer como o Senhor
    tinha sido misericordioso para com Isabel,
    e alegraram-se com ela.
    59
    No oitavo dia, foram circuncidar o menino,
    e queriam dar-lhe o nome de seu pai, Zacarias.
    60
    A mãe porém disse:
    “Não! Ele vai chamar-se João”.
    61
    Os outros disseram:
    “Não existe nenhum parente teu com esse nome!”
    62
    Então fizeram sinais ao pai,
    perguntando como ele queria
    que o menino se chamasse.
    63
    Zacarias pediu uma tabuinha, e escreveu:
    “João é o seu nome”.
    E todos ficara admirados.
    64
    No mesmo instante, a boca de Zacarias se abriu,
    sua língua se soltou, e ele começou a louvar a Deus.
    65
    Todos os vizinhos ficaram com medo,
    e a notícia espalhou-se
    por toda a região montanhosa da Judeia.
    66
    E todos os que ouviam a notícia, ficavam pensando:
    “O que virá a ser este menino?”
    De fato, a mão do Senhor estava com ele.
    80
    E o menino crescia e se fortalecia em espírito.
    Ele vivia nos lugares desertos,
    até ao dia em que se apresentou publicamente a Israel.
    Palavra da Salvação.
  • Sagrado Coração de Jesus, Solenidade

    PRIMEIRA LEITURA

     

    Leitura da Profecia de Ezequiel 34,11-16

    11

    Assim diz o Senhor Deus:

    “Vede! Eu mesmo vou procurar minhas ovelhas
    e tomar conta delas.
    12
    Como o pastor toma conta do rebanho, de dia,
    quando se encontra no meio das ovelhas dispersas,
    assim vou cuidar de minhas ovelhas
    e vou resgatá-las de todos os lugares
    em que forem dispersadas
    num dia de nuvens e escuridão.
    13
    Vou retirar minhas ovelhas do meio dos povos
    e recolhê-las do meio dos países
    para conduzi-las à sua terra.
    Vou apascentar as ovelhas sobre os montes de Israel,
    nos vales dos riachos
    e em todas as regiões habitáveis do país.
    14
    Vou apascentá-las em boas pastagens
    e nos altos montes de Israel estará o seu abrigo.
    Ali repousarão em prados verdejantes
    e pastarão em férteis pastagens
    sobre os montes de Israel.
    15
    Eu mesmo vou apascentar as minhas ovelhas
    e fazê-las repousar – oráculo do Senhor Deus – .
    16
    Vou procurar a ovelha perdida, reconduzir a extraviada,
    enfaixar a da perna quebrada,
    fortalecer a doente, e vigiar a ovelha gorda e forte.
    Vou apascentá-las conforme o direito”.
    Palavra do Senhor.


    Salmo responsorial
    Sl 22(23),1-3a.3b-4.5.6 (R. 1)

    R. O Senhor é o pastor que me conduz;
    não me falta coisa alguma.1

    O Senhor é o pastor que me conduz; *
    não me falta coisa alguma.
    2
    Pelos prados e campinas verdejantes *
    ele me leva a descansar.
    Para as águas repousantes me encaminha, *
    3
    e restaura as minhas forças. R.

     

      b
    Ele me guia no caminho mais seguro, *
    pela honra do seu nome.
    4
    Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso, *
    nenhum mal eu temerei.
    Estais comigo com bastão e com cajado, *
    eles me dão a segurança! R.

    5

    Preparais à minha frente uma mesa, *
    bem à vista do inimigo;
    com óleo vós ungis minha cabeça, *
    e o meu cálice transborda. R.
    6
    Felicidade e todo bem hão de seguir-me, *
    por toda a minha vida;
    e, na casa do Senhor, habitarei *
    pelos tempos infinitos. R.

     

    SEGUNDA LEITURA

     

    Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos 5,5b-11

    Irmãos:
    5b
    O amor de Deus foi derramado em nossos corações
    pelo Espírito Santo que nos foi dado.
    6
    Com efeito, quando éramos ainda fracos,
    Cristo morreu pelos ímpios,
    no tempo marcado.
    7
    Dificilmente alguém morrerá por um justo;
    por uma pessoa muito boa,
    talvez alguém se anime a morrer.
    8
    Pois bem, a prova de que Deus nos ama
    é que Cristo morreu por nós,
    quando éramos ainda pecadores.
    9
    Muito mais agora,
    que já estamos justificados pelo sangue de Cristo,
    seremos salvos da ira por ele.
    10
    Quando éramos inimigos de Deus,
    fomos reconciliados com ele pela morte do seu Filho;
    quanto mais agora, estando já reconciliados,
    seremos salvos por sua vida!
    11
    Ainda mais:
    Nós nos gloriamos em Deus,
    por nosso Senhor Jesus Cristo.
    É por ele que, já desde o tempo presente,
    recebemos a reconciliação.
    Palavra do Senhor.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     


    EVANGELHO

    Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 15,3-7

    Naquele tempo:
    3
    Jesus contou aos escribas e fariseus esta parábola:
    4
    “Se um de vós tem cem ovelhas e perde uma,
    não deixa as noventa e nove no deserto,
    e vai atrás daquela que se perdeu, até encontrá-la?
    5
    Quando a encontra,
    coloca-a nos ombros com alegria,
    6
    e, chegando a casa, reúne os amigos e vizinhos, e diz:
    ‘Alegrai-vos comigo!
    Encontrei a minha ovelha que estava perdida!’
    7
    Eu vos digo:
    Assim haverá no céu mais alegria
    por um só pecador que se converte,
    do que por noventa e nove justos
    que não precisam de conversão”.
    Palavra da Salvação.
  • Imaculado Coração de Maria, Memória

    PRIMEIRA LEITURA

    Leitura do Livro do Profeta Isaías 61,9-119

    A descendência do meu povo
    será conhecida entre as nações,
    e seus filhos se fixarão no meio dos povos;
    quem os vir há de reconhecê-los
    como descendentes abençoados por Deus.
    10
    Exulto de alegria no Senhor
    e minh’alma regozija-se em meu Deus;
    ele me vestiu com as vestes da salvação,
    envolveu-me com o manto da justiça
    e adornou-me como um noivo com sua coroa,
    ou uma noiva com suas joias.
    11
    Assim como a terra faz brotar a planta
    e o jardim faz germinar a semente,
    assim o Senhor Deus fará germinar a justiça
    e a sua glória diante de todas as nações.
    Palavra do Senhor.

    Salmo responsorial
    1Sm 2,1.4-5.6-7.8abcd (R. cf. 1a)

    R. Meu coração se regozija no Senhor.
    1
    Exulta no Senhor meu coração, *
    e se eleva a minha fronte no meu Deus;
    minha boca desafia os meus rivais *
    porque me alegro com a vossa salvação. R.
    4
    O arco dos fortes foi dobrado, foi quebrado, *
    mas os fracos se vestiram de vigor.
    5
    Os saciados se empregaram por um pão, *
    mas os pobres e os famintos se fartaram.
    Muitas vezes deu à luz a que era estéril, *
    mas a mãe de muitos filhos definhou. R.
    6
    É o Senhor quem dá a morte e dá a vida, *
    faz descer à sepultura e faz voltar;
    7
    é o Senhor quem faz o pobre e faz o rico, *
    é o Senhor quem nos humilha e nos exalta. R.
    8a
    O Senhor ergue do pó o homem fraco, *
    8b
    do lixo ele retira o indigente,
    8c
    para fazê-los assentar-se com os nobres *
    8d
    num lugar de muita honra e distinção. R.
    EVANGELHO

    Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 2,41-51

    41
    Os pais de Jesus iam todos os anos a Jerusalém,
    para a festa da Páscoa.
    42
    Quando ele completou doze anos,
    subiram para a festa, como de costume.
    43
    Passados os dias da Páscoa, 
    começaram a viagem de volta, 
    mas o menino Jesus ficou em Jerusalém,
    sem que seus pais o notassem.
    44
    Pensando que ele estivesse na caravana,
    caminharam um dia inteiro.
    Depois começaram a procurá-lo
    entre os parentes e conhecidos.
    45
    Não o tendo encontrado,
    voltaram para Jerusalém à sua procura.
    46
    Três dias depois, o encontraram no Templo.
    Estava sentado no meio dos mestres,
    escutando e fazendo perguntas.
    47
    Todos os que ouviam o menino estavam maravilhados
    com sua inteligência e suas respostas.
    48
    Ao vê-lo, seus pais ficaram muito admirados
    e sua mãe lhe disse:
    “Meu filho, por que agiste assim conosco?
    Olha que teu pai e eu estávamos, angustiados,
    à tua procura”.
    49
    Jesus respondeu:
    “Por que me procuráveis?
    Não sabeis que devo estar na casa de meu Pai?”
    50
    Eles, porém, não compreenderam
    as palavras que lhes dissera.
    51
    Jesus desceu então com seus pais para Nazaré,
    e era-lhes obediente.
    Sua mãe, porém,
    conservava no coração todas estas coisas.

    Palavra da Salvação.
  • 3º Domingo Tempo Comum

    PRIMEIRA LEITURA

    Leitura do Primeiro Livro dos Reis 19,16b.19-21

    Naqueles dias,
    disse o Senhor a Elias: 
    16b
    vai e unge a Eliseu, filho de Safat, de Abel-Meula,
    como profeta em teu lugar.
    19
    Elias partiu dali e encontrou Eliseu, filho de Safat,
    lavrando a terra com doze juntas de bois;
    e ele mesmo conduzia a última.
    Elias, ao passar perto de Eliseu,
    lançou sobre ele o seu manto.
    20
    Então Eliseu deixou os bois
    e correu atrás de Elias, dizendo:
    “Deixa-me primeiro ir beijar meu pai e minha mãe,
    depois te seguirei”.
    Elias respondeu:
    “Vai e volta!
    Pois o que te fiz eu?”
    21
    Ele retirou-se,
    tomou a junta de bois e os imolou.
    Com a madeira do arado e da canga assou a carne
    e deu de comer à sua gente.
    Depois levantou-se, seguiu Elias
    e pôs-se ao seu serviço.

    Palavra do Senhor.

    Salmo responsorial
    Sl 15(16),1-2a.5.7-8.9-10.11 (R. cf. 5a)

    R. Ó Senhor, sois minha herança para sempre!
    1

    Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio! †
    2a
    Digo ao Senhor: “Somente vós sois meu Senhor: *
    nenhum bem eu posso achar fora de vós!”
    5
    Ó Senhor, sois minha herança e minha taça, *
    meu destino está seguro em vossas mãos! R.
    7
    Eu bendigo o Senhor, que me aconselha, *
    e até de noite me adverte o coração.
    8
    Tenho sempre o Senhor ante meus olhos, *
    pois se o tenho a meu lado não vacilo. R.
    9
    Eis por que meu coração está em festa, †
    minha alma rejubila de alegria, *
    e até meu corpo no repouso está tranquilo;
    10
    pois não haveis de me deixar entregue à morte, *
    nem vosso amigo conhecer a corrupção. R.
    11
    Vós me ensinais vosso caminho para a vida; †
    junto a vós, felicidade sem limites, *
    delícia eterna e alegria ao vosso lado!R.

     

    SEGUNDA LEITURA

     

    Leitura da Carta de São Paulo aos Gálatas 5,1.13-18

    Irmãos:
    1
    É para a liberdade que Cristo nos libertou.
    Ficai pois firmes
    e não vos deixeis amarrar de novo ao jugo da escravidão.
    13
    Sim, irmãos, fostes chamados para a liberdade.
    Porém, não façais dessa liberdade um pretexto
    para servirdes à carne.
    Pelo contrário, fazei-vos escravos uns dos outros, pela caridade.
    14
    Com efeito,
    toda a Lei se resume neste único mandamento:
    “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”.
    15
    Mas, se vos mordeis e vos devorais uns aos outros,
    cuidado para não serdes consumidos uns pelos outros.
    16
    Eu vos ordeno: Procedei segundo o Espírito.
    Assim, não satisfareis aos desejos da carne.
    17
    Pois a carne tem desejos contra o espírito,
    e o espírito tem desejos contra a carne.
    Há uma oposição entre carne e espírito,

    de modo que nem sempre fazeis o que gostaríeis de fazer.
    18
    Se, porém, sois conduzidos pelo Espírito,
    então não estais sob o jugo da Lei.
    Palavra do Senhor.

    EVANGELHO

     

    Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 9,51-62

    51
    Estava chegando o tempo
    de Jesus ser levado para o céu.
    Então ele tomou a firme decisão
    de partir para Jerusalém
    52
    e enviou mensageiros à sua frente.
    Estes puseram-se a caminho
    e entraram num povoado de samaritanos,
    para preparar hospedagem para Jesus.
    53
    Mas os samaritanos não o receberam,
    pois Jesus dava a impressão de que ia a Jerusalém.
    54
    Vendo isso, os discípulos Tiago e João disseram:
    “Senhor, queres que mandemos descer fogo do céu
    para destruí-los?”
    55
    Jesus, porém, voltou-se e repreendeu-os.
    56
    E partiram para outro povoado.
    57
    Enquanto estavam caminhando,
    alguém na estrada disse a Jesus:
    “Eu te seguirei para onde quer que fores”.
    58
    Jesus lhe respondeu:
    “As raposas têm tocas e os pássaros têm ninhos;
    mas o Filho do Homem
    não tem onde repousar a cabeça”.
    59
    Jesus disse a outro:
    “Segue-me”.
    Este respondeu:
    “Deixa-me primeiro ir enterrar meu pai”.
    60
    Jesus respondeu:
    “Deixa que os mortos enterrem os seus mortos;
    mas tu, vai anunciar o Reino de Deus”.
    61
    Um outro ainda lhe disse:
    “Eu te seguirei, Senhor,
    mas deixa-me primeiro despedir-me dos meus familiares”.
    62
    Jesus, porém, respondeu-lhe:
    “Quem põe a mão no arado e olha para trás,
    não está apto para o Reino de Deus”.
    Palavra da Salvação.
  • 13ª Semana Tempo Comum

    PRIMEIRA LEITURA

    Leitura da Profecia de Amós 2,6-10.13-16

    6
    Isto diz o Senhor:
    “Pelos três crimes de Israel,
    pelos seus quatro crimes,

    não retirarei a palavra:
    porque eles vendem o justo por dinheiro
    e o indigente, pelo preço de um par de chinelos;
    7
    pisam, na poeira do chão, a cabeça dos pobres,
    e impedem o progresso dos humildes;
    filho e pai vão à mesma mulher,
    profanando meu santo nome;
    8
    deitando-se junto a qualquer altar,
    usando roupas que foram entregues em penhor,
    bebem vinho à custa de pessoas multadas,
    na casa de Deus.
    9
    Entretanto, eu tinha aniquilado,
    diante deles, os amorreus,
    homens espadaúdos como cedros
    e robustos como carvalhos,
    destruindo-lhes os frutos na ramada
    e arrancando-lhes as raízes.
    10
    Fui eu que vos fiz sair da terra do Egito
    e vos guiei pelo deserto,
    durante quarenta anos,
    para ocupardes a terra dos amorreus.
    13
    Pois bem, eu vos calcarei aos pés,
    como calca o chão a carroça carregada de feixes;
    14
    o mais ágil não conseguirá fugir,
    o mais forte não achará força,
    o valente não salvará a vida;
    15
    o arqueiro não resistirá de pé,
    o corredor veloz não terá pernas para escapar,
    nem se salvará o cavaleiro;
    16
    o mais corajoso dentre os corajosos
    fugirá nu, naquele dia”,
    diz o Senhor.
    Palavra do Senhor.
    Salmo responsorial
    Sl 49(50),16bc-17.18-19.20-21.22-23 (R. 22a)

    R. Entendei isto, todos vós que esqueceis o Senhor Deus!

    16b
    “Como ousas repetir os meus preceitos *
       c
    e trazer minha Aliança em tua boca?
    17
    Tu que odiaste minhas leis e meus conselhos *
    e deste as costas às palavras dos meus lábios!R.
    18
    Quando vias um ladrão, tu o seguias *
    e te juntavas ao convívio dos adúlteros.
    19
    Tua boca se abriu para a maldade *
    e tua língua maquinava a falsidade.R.
    20
    Assentado, difamavas teu irmão, *
    e ao filho de tua mãe injuriavas.
    21
    Diante disso que fizeste, eu calarei? *
    Acaso pensas que eu sou igual a ti?
    É disso que te acuso e repreendo *
    e manifesto essas coisas aos teus olhos.R.
    22
    Entendei isto, todos vós que esqueceis Deus, †
    para que eu não arrebate a vossa vida, *
    sem que haja mais ninguém para salvar-vos!
    23
    Quem me oferece um sacrifício de louvor, *
    este sim é que me honra de verdade.
    A todo homem que procede retamente, *
    eu mostrarei a salvação que vem de Deus”. R.
    EVANGELHO

    Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 8,18-22

    Naquele tempo,
    18
    Vendo uma multidão ao seu redor,
    Jesus mandou passar para a outra margem do lago.
    19
    Então um mestre da Lei aproximou-se e disse:
    “Mestre, eu te seguirei aonde quer que tu vás”.
    20
    Jesus lhe respondeu:
    “As raposas têm suas tocas
    e as aves dos céus têm seus ninhos;
    mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça”.
    21
    Um outro dos discípulos disse a Jesus:
    “Senhor, permite-me que primeiro eu vá sepultar meu pai”.
    22
    Mas Jesus lhe respondeu:
    “Segue-me, e deixa que os mortos sepultem os seus mortos”.
    Palavra da Salvação.
  • Santo Irineu, bispo e mártir, Memória

    PRIMEIRA LEITURA

    Leitura da Profecia de Amós 3,1-8; 4,11-12

    1
    Ouvi, filhos de Israel,
    a palavra que disse o Senhor para vós
    e para todas as tribos
    que eu retirei do Egito:
    2
    “Dentre todas as nações da terra,
    somente a vós reconheci;
    por isso usarei o castigo
    por todas as vossas iniquidades.
    3
    Se duas pessoas caminham juntas,
    não é porque estão de acordo?
    4
    Se o leão ruge na selva,
    não é porque encontrou a presa?
    Se no covil rosna o filhote do leão,
    não é porque agarrou sua parte?
    5
    Acaso, sem armadilha,
    se prende uma ave no chão?
    Acaso dispara a armadilha,
    antes de capturar a presa?
    6
    Se ressoa na cidade o toque da trombeta,
    não fica a população apavorada?
    Se acontece uma desgraça na cidade,
    não foi o Senhor que fez?
    7
    Pois nada fará o Senhor Deus,
    que não revele o plano a seus servos, os profetas.
    8
    Ruge o leão,
    quem não terá medo?
    Falou o Senhor Deus,
    quem não será seu profeta?
    4,11
    Eu arrasei-vos,
    como arrasei Sodoma e Gomorra,
    e ficastes como um tição,
    retirado da fogueira;
    e, contudo, não voltastes para mim”,
    diz o Senhor.
    12
    “Por isso, assim te tratarei, Israel;
    e, porque sabes como te vou tratar,
    prepara-te, Israel,
    para ajustar contas com o teu Deus”.
    Palavra do Senhor.

    Salmo responsorial
    Sl 5,5-6.7.8 (R. 9a)

    R. Na vossa justiça guiai-me Senhor!

    5
    Não sois um Deus a quem agrade a iniquidade, *
    não pode o mau morar convosco;
    6
    nem os ímpios poderão permanecer *
    perante os vossos olhos. R.
    7
    Detestais o que pratica a iniquidade *
    e destruís o mentiroso.
    Ó Senhor, abominais o sanguinário, *
    o perverso e enganador. R.

    8

    Eu, porém, por vossa graça generosa, *
    posso entrar em vossa casa.
    E, voltado reverente ao vosso templo, *
    com respeito vos adoro. R.

    EVANGELHO

    Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 8,23-27

    Naquele tempo,
    23
    Jesus entrou na barca,
    e seus discípulos o acompanharam.
    24
    E eis que houve uma grande tempestade no mar,
    de modo que a barca estava sendo coberta pelas ondas.
    Jesus, porém, dormia.
    25
    Os discípulos aproximaram-se
    e o acordaram, dizendo:
    “Senhor, salva-nos,
    pois estamos perecendo!”
    26
    Jesus respondeu:
    “Por que tendes tanto medo, homens fracos na fé?”
    Então, levantando-se, ameaçou os ventos e o mar,
    e fez-se uma grande calmaria.
    27
    Os homens ficaram admirados e diziam:
    “Quem é este homem,
    que até os ventos e o mar lhe obedecem?”
    Palavra da Salvação.
  • Quarta-feira, 29 de Junho de 2022 13ª Semana Tempo Comum

    PRIMEIRA LEITURA

    Leitura da Profecia de Amós 5,14-15.21-24

    14
    Buscai o bem, não o mal,
    para terdes mais vida,
    só assim o Senhor Deus dos exércitos
    vos assistirá, como tendes afirmado.
    15
    Odiai o mal, amai o bem,
    restabelecei a justiça no julgamento,
    talvez o Senhor Deus dos exércitos
    se compadeça do resto da tribo de José.
    21
    “Aborreço, rejeito vossas festas, diz o Senhor,
    não me agradam vossas assembleias de culto.
    22
    Se me oferecerdes holocaustos,
    não aceitarei vossas oblações
    e não farei caso de vossos gordos animais de sacrifício.
    23
    Livra-me da balbúrdia dos teus cantos,
    não quero ouvir a toada de tuas liras.
    24
    Que a justiça seja abundante como água
    e a vida honesta, como torrente perene”.
    Palavra do Senhor.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Salmo responsorial
    Sl 49(50),7.8-9.10-11.12-13.16bc-17 (R. 23b)

    R. A todos que procedem retamente,
    eu mostrarei a salvação que vem de Deus.

    01
    “Escuta, ó meu povo, eu vou falar; †
    ouve, Israel, eu testemunho contra ti: *
    Eu, o Senhor, somente eu, sou o teu Deus! R.
    8
    Eu não venho censurar teus sacrifícios, *
    pois sempre estão perante mim teus holocaustos;
    9
    não preciso dos novilhos de tua casa *
    nem dos carneiros que estão nos teus rebanhos. R.

    10

    Porque as feras da floresta me pertencem *
    e os animais que estão nos montes aos milhares.
    11
    Conheço os pássaros que voam pelos céus *
    e os seres vivos que se movem pelos campos. R.
    12
    Não te diria, se com fome eu estivesse, *
    porque é meu o universo e todo ser.
    13
    Porventura comerei carne de touros? *
    Beberei, acaso, o sangue de carneiros? R.
    16b
    Como ousas repetir os meus preceitos *
       c
    e trazer minha Aliança em tua boca?
    17
    Tu que odiaste minhas leis e meus conselhos *
    e deste as costas às palavras dos meus lábios! R.

     

    EVANGELHO

    Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 8,28-34

    Naquele tempo,
    28
    quando Jesus chegou à outra margem do lago,
    na região dos gadarenos,
    vieram ao seu encontro dois homens
    possuídos pelo demônio,
    saindo dos túmulos.
    Eram tão violentos,
    que ninguém podia passar por aquele caminho.
    29
    Eles então gritaram:
    “O que tens a ver conosco, Filho de Deus?
    Tu vieste aqui para nos atormentar antes do tempo?”
    30
    Ora, a certa distância deles,
    estava pastando uma grande manada de porcos.
    31
    Os demônios suplicavam-lhe:
    “Se nos expulsas,
    manda-nos para a manada de porcos”.
    32
    Jesus disse: “Ide”.
    Os demônios saíram, e foram para os porcos.
    E logo toda a manada atirou-se monte abaixo
    para dentro do mar, afogando-se nas águas.
    33
    Os homens que guardavam os porcos fugiram
    e, indo até à cidade, contaram tudo,
    inclusive o caso dos possuídos pelo demônio.
    34
    Então a cidade toda saiu ao encontro de Jesus.
    Quando o viram,
    pediram-lhe que se retirasse da região deles.
    Palavra da Salvação.
  • Quinta-feira, 30 de Junho de 2022 13ª Semana Tempo Comum

    PRIMEIRA LEITURA

    Leitura da Profecia de Amós 7,10-17

    Naqueles dias,
    10
    Amasias, sacerdote de Betel,
    mandou dizer a Jeroboão, rei de Israel:
    “Amós conspira contra ti,
    dentro da própria casa de Israel;
    o país não consegue evitar
    que se espalhem todas as suas palavras.
    11
    Ele anda dizendo:
    “Jeroboão morrerá pela espada,
    e Israel será deportado de sua pátria, como escravo'”.
    12
    Disse depois Amasias a Amós:
    “Vidente, sai e procura refúgio em Judá,
    onde possas ganhar teu pão e exercer a profecia;
    13
    mas em Betel não deverás insistir em profetizar,
    porque aí fica o santuário do rei

    e a corte do reino”.
    14
    Respondeu Amós a Amasias, dizendo:
    “Não sou profeta
    nem sou filho de profeta;
    sou pastor de gado e cultivo sicômoros.
    15
    O Senhor chamou-me, quando eu tangia o rebanho,
    e o Senhor me disse:
    ‘Vai profetizar para Israel, meu povo'”.
    16
    E agora ouve a palavra do Senhor.
    “Tu dizes:
    ‘Não profetizes contra Israel
    e não insinues palavras contra a casa de Isaac’.
    17
    Pois bem, isto diz o Senhor:
    ‘Tua mulher se prostituirá na cidade,
    teus filhos e filhas morrerão pela espada,
    tuas terras serão tomadas e loteadas;
    tu mesmo morrerás em terra poluída,
    e Israel será levado em cativeiro
    para longe de seu país'”.
    Palavra do Senhor.
    Salmo responsorial
    Sl 18(19),8.9.10.11 (R. 10b)

    R. Os julgamentos do Senhor são corretos

        e justos igualmente.

    8
    A lei do Senhor Deus é perfeita, *
    conforto para a alma!
    O testemunho do Senhor é fiel, *
    sabedoria dos humildes. R.
    9
    Os preceitos do Senhor são precisos, *
    alegria ao coração.
    O mandamento do Senhor é brilhante, *
    para os olhos é uma luz. R.
    10
    É puro o temor do Senhor, *
    imutável para sempre.
    Os julgamentos do Senhor são corretos *
    e justos igualmente. R.
    11
    Mais desejáveis do que o ouro são eles, *
    do que o ouro refinado.
    Suas palavras são mais doces que o mel, *
    que o mel que sai dos favos. R.

    EVANGELHO

    Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 9,1-8

    Naquele tempo,
    1
    entrando em um barco,
    Jesus atravessou para a outra margem do lago
    e foi para a sua cidade.
    2
    Apresentaram-lhe, então,
    um paralítico deitado numa cama.
    Vendo a fé que eles tinham,
    Jesus disse ao paralítico:
    “Coragem, filho, os teus pecados estão perdoados!”
    3
    Então alguns mestres da Lei pensaram:
    “Esse homem está blasfemando!”
    4
    Mas Jesus, conhecendo os pensamentos deles, disse:
    “Por que tendes esses maus pensamentos em vossos corações?
    5
    O que é mais fácil, dizer:
    ‘Os teus pecados estão perdoados’,
    ou dizer: ‘Levanta-te e anda’?
    6
    Pois bem, para que saibais que o Filho do Homem
    tem na terra poder para perdoar pecados,
    – disse, então, ao paralítico –
    “Levanta-te, pega a tua cama
    e vai para a tua casa”.
    7
    O paralítico então se levantou,
    e foi para a sua casa.
    8
    Vendo isso, a multidão ficou com medo
    e glorificou a Deus,
    por ter dado tal poder aos homens.
    Palavra da Salvação.
X